Café agroecológico é destaque na Feira Internacional da Amazônia

exposicao-fiam-cafe-apui

Com o slogan “Invista no Futuro. Agora”, FIAM é considerada o maior espaço para divulgação de produtos e serviços regionais visando o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Por Priscila Rabassa

O Idesam participou da 8a edição da Feira Internacional da Amazônia (Fiam 2015), que aconteceu entre os dias 18 e 21 de novembro, no Studio 5 Centro de Convenções, localizado na zona leste de Manaus.

Com um estande no Pavilhão Planetário, as atividades contemplam a exposição de fotografias e publicações, que retratam os resultados obtidos durante seus 10 anos de atuação na Amazônia, e buscam chamar a atenção do público para a importância do cuidado com o meio ambiente e para o desenvolvimento social e econômico da Amazônia.

Quem visitou o estande teve a oportunidade de adquirir o Café Apuí Agroflorestal que é produzido por agricultores familiares do sul do estado com práticas agroecológicas. O café, lançado este ano no mercado, surge como solução para melhorar a qualidade de vida dos produtores locais e a conservação ambiental mas, também, como opção para quem pretende consumir um produto mais saudável, já que é livre de produtos químicos.

Para o diretor executivo do Idesam, Carlos Koury, o evento é importante para fomentar ações mais efetivas visando o desenvolvimento sustentável da Amazônia. “A FIAM é uma oportunidade para fechar parcerias com instituições que, como nós, estejam empenhadas em desenvolver negócios sustentáveis para a região”, afirma.

O Clube de Mães Maria de Nazaré, do assentamento Cuieiras Anavilhanas, também estará presente no evento através da Rede Tucumã – Associação dos Agricultores da Margem Esquerda do Baixo Rio Negro. O grupo, apoiado pelo IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas), em parceria Incra e Idesam, participa com a exposição de produtos artesanais, como biscoitos de castanha-da-Amazônia, geleias e cestos de palha, promovendo a divulgação e comercialização dos produtos.

Sobre a Fiam – A feira, que acontece a cada dois anos, é promovida pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), com apoio do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Ao todo, participaram aproximadamente 300 expositores, dentre empresas do Polo Industrial de Manaus, bancos, instituições, fundações de pesquisa e ensino, Estados da Amazônia Legal e países vizinhos.

Posts relacionados

Deixe um comentário