Conferência reúne governos da Bacia Amazônica e Indonésia no México

Jalisco-GCF-CCSA

Texto e Foto: GCF Task Force
Tradução de Samuel Simões Neto

Líderes de diversas regiões de floresta tropical do mundo – incluindo países das Américas, Indonésia, Nigéria e Costa do Marfim – estão reunidos nos dias 31 de agosto e 1º de setembro para a Reunião Anual do GCF (Força Tarefa de Governadores para o Clima e Florestas). A reunião acontece juntamente com o Climate Change Summit of the Americas (CCSA) e irá focar em estratégias práticas e políticas públicas que unam governos, sociedade civil e setor privado para mitigar as mudanças climáticas globais.

A conferência foi aberta pelo governador de Jalisco (México), Aristóteles Sandoval, e deve contar com a presença de nomes importantes no tema, incluindo a secretária executiva da Convenção-Quadro de Mudanças Climáticas da ONU, Patricia Espinosa.

É esperada a participação de representantes de mais de 15 estados e províncias da Bacia Amazônica até a Indonésia – muitos dos quais são membros do GCF. Redes globais, como o Climate Group, e importantes instituições financiadoras, como a Embaixada da Noruega, o Banco Mundial e o Fundo GCF, também serão representados no evento.

Conforme os organizadores, o evento é uma oportunidade de unir governos subnacionais e parceiros estratégicos. Conforme estudos desenvolvidos pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), entre 50% e 80% dos esforços para redução de emissões tem origem nos níveis subnacional, ou seja, nos estados e municípios que sofrem com mais intensidade os efeitos do aquecimento global.

Durante os dois dias, os participantes estarão engajados em painéis públicos e sessões interativas com foco discutir políticas mais ambiciosas, que, aliadas a programas e projetos de ‘chão’, serão essenciais para frear o desmatamento, reduzir emissões de gases de efeito estufa e envolver comunidades locais no combate às mudanças climáticas.

O evento também inclui uma série de anúncios de novas parcerias, que serão divulgadas na conta oficial da rede no Twitter: @GCFTaskForce.

A Força-Tarefa – Atualmente, o GCF é uma rede formada por 29 estados e províncias de oito países, compreendendo mais de 25% das florestas tropicais de todo o mundo. No Brasil, estão envolvidos: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins.

A rede tem como meta promover troca de experiências e atividades de capacitação no intuito de criar alternativas para o desenvolvimento de baixo carbono e redução de emissões (REDD+). As atividades dos estados brasileiros são coordenadas desde 2011 pelo Idesam. Saiba mais sobre o GCF em www.gcftaskforce.org.

Posts relacionados

Deixe um comentário