(Português do Brasil) Idesam assume coordenação na Comissão de Orgânicos do AM

CPORG-reuniao

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Por Henrique Saunier

 

O Idesam foi a organização escolhida para coordenar a Comissão de Produção Orgânica (CPOrg) no Amazonas, por meio de votação realizada em assembleia no último dia 11 de abril. Agora, pelos próximos dois anos, o instituto passa a representar a sociedade civil amazonense nas discussões em torno do fortalecimento da produção orgânica, inclusive em processos de regulamentação nacional que tratem do tema.

A coordenação é composta por membros do governo e instituições públicas e privadas, que buscam pautar, orientar e propor politicas voltadas à área de agroecologia e produção orgânica. Cada Estado possui uma CPOrg, modelo criado em 2015 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Em suma, as comissões têm por finalidade auxiliar nas ações necessárias ao desenvolvimento da produção orgânica, com base na integração entre os agentes da rede de produção dos setores público e privado, além de incentivar a participação da sociedade no planejamento e gestão democrática das políticas públicas do setor primário.

De acordo com a coordenadora atual, a gestora ambiental Marina Yasbek, entre os diversos trabalhos executados pela CPOrg está a organização da Semana Nacional do Alimento Orgânico, que acontece anualmente em todos o país. A semana faz parte da Campanha Nacional do Alimento Orgânico, que se estende até maio deste ano, e inclui mesas redondas, atividades de campo, seminários e ações de sensibilização com os consumidores.

“A comissão também orienta a aplicação das políticas públicas voltadas aos empreendimentos e agricultura familiar que trabalham com agroecologia e produção orgânica, e foi por meio de seu GT (Grupo de Trabalho) que a política estadual de agroecologia e produção orgânica foi formulada. A sua promulgação ocorreu em março de 2018 e agora a comissão irá colaborar com a construção do Plano Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica. Uma vitória grande”, comemora Reia.

Entre as instituições públicas representadas na comissão estão: Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Sepror (Secretaria de Estado da Produção Rural), ADAF (Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas), Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), ADS (Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas), Embrapa, Ceplac (Comissão Executiva do Plano de Lavoura Cacaueira), Incra, Ifam, Seduc, ICMBio, Suframa, Idam, UEA e Ufam.

Como representantes da sociedade civil, participam ainda a Acam (Associação dos Criadores de Abelhas do Amazonas), Asproc (Associação dos Produtores Rurais de Carauari), Instituto Mamirauá, Apoam (Associação dos Produtores Orgânicos do Amazonas), APORenascer (Associação dos Produtores Orgânicos Renascer), OPAC Maniva (Associação Maniva de Certificação Participativa), Apoi (Associação dos Produtores Orgânicos de Iranduba), AACSFA (Associação dos Agricultores da Comunidade São Francisco de Assis), Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico, ISA (Instituto Socioambiental) e a FVA (Fundação Vitória Amazônica).

Leave a comment