Idesam e NCRC apoiam desenho de programa de REDD+ em Gana

Forests_and_Woodlands

Por Priscila Rabassa,
Foto: Joachim Huber
Atualizado em 03/05/2015

Uma parceria entre o Idesam e a organização Nature Conservation Research Centre (NCRC) irá desenvolver um Plano de Ação para combater o desmatamento em Gana integrado ao mecanismo REDD+ (Redução de Emissões do Desmatamento e Degradação Florestal).

O objetivo da parceria é reduzir o desmatamento, e consequente emissões de carbono, em uma região de 5,9 milhões de hectares chamada de ‘High Forest Zone’ (HFZ), impulsionadas por práticas agrícolas principalmente voltadas a produção de cacau.

O trabalho consiste no desenvolvimento de um Plano de Ação com foco inicial em regiões prioritárias de intervenção, que serão selecionadas a partir de análises sobre taxas históricas de desmatamento, índices de produção agrícola, atores que atuam no local e cobertura florestal remanescente. Posteriormente, o Plano poderá ser estendido para toda a área da HFZ.

Para dar início às atividades, o Idesam enviou uma equipe a Gana para reuniões com o centro de pesquisa local, além de visitas a campo onde as atividades de REDD+ serão desenvolvidas. Participaram da expedição o pesquisador sênior do Idesam, Mariano Cenamo, e o gerente do Programa Mudanças Climáticas e REDD+ do Idesam, Pedro Soares.

“Nossa meta é aproveitar as experiências anteriores do Idesam com elaboração e desenvolvimento de programas de REDD+ com a expertise local da NCRC para criar um programa inovador de combate ao desmatamento atrelado ao fomento de melhores práticas produtivas do cacau, principal commodity agrícola de Gana”, afirma Soares.

O trabalho, que se estende até julho deste ano, busca ainda criar estratégias de engajamento do setor privado, organizações da sociedade civil e, principalmente, do governo de Gana, para atingir melhores práticas produtivas e redução do desmatamento na região da HFZ.

“A ideia é que as ações relacionadas à mitigação de mudanças climáticas e à promoção dos serviços ambientais possam promover também a melhoria da qualidade de vida da população”, explica o gerente.

Posts relacionados

Deixe um comentário