Idesam é premiado por boas práticas em Assistência Técnica

premiacao-boas-praticas-ater

Por Priscila Rabassa

O Idesam foi premiado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) com o troféu e certificado de Boas Práticas de Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural). A cerimônia aconteceu durante o I Seminário Nacional de Boas Práticas de Ater, realizado em Brasília, entre os dias 1º e 3 de dezembro, e contou com a participação de vários estados do Brasil.

Ao todo foram mais de 300 propostas inscritas, 176 selecionadas para a etapa nacional, 57 indicadas para uma publicação e 16, para participação no seminário e premiação de reconhecimento.

A prática apresentada pelo Idesam teve início em 2012, com o projeto Projeto Café em Agrofloresta, junto a agricultores familiares do município de Apuí, no sul do Amazonas, e hoje continua ser desenvolvida através de uma parceria com o Incra para assistência técnica em assentamentos da reforma agrária.

Para o engenheiro agrônomo Vinicius Figueiredo, pesquisador que representou o Idesam no evento, o seminário foi importante para compartilhar iniciativas inovadoras que podem servir de exemplos para impulsionar ações de Ater mais efetivas.

“Foi fundamental conhecer instituições de todo o Brasil com realidades as vezes diferentes da nossa, mas que trabalham com o mesmo objetivo que é prestar um serviço de qualidade visando o desenvolvimento rural e o bem estar do homem do campo”, explica.

A experiência de sucesso também foi selecionada para compor o Caderno de Boas Práticas de Ater na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária, que tem o lançamento previsto para o início de 2016, e contará com o apoio do MDA para divulgação, compartilhamento e aplicação da ATER.

“Procuramos seguir uma metodologia participativa para envolver os atores locais e estimular a experimentação nas áreas de produção. Buscamos juntos, não só melhorar a qualidade do café, mas também promover condições para o fortalecimento da agricultura familiar”, declara Figueiredo.

O evento contou com a presença do ministro do MDA, Patrus Ananias; de representantes do governo; instituições prestadoras de assistência técnica; assentados da reforma agrária e agricultores familiares.

O seminário foi uma realização do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (DATER), da SAF/MDA em conjunto com as Secretarias do MDA, Delegacias Federais do Ministério do Desenvolvimento Agrário (DFDA), CONDRAF, EMBRAPA e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).

Posts relacionados

Deixe um comentário