Idesam lança coleção de guias práticos para o pequeno produtor

producao-organica

Para um pequeno produtor rural que busca crescimento, alguns afazeres que deveriam ser simples e eficientes acabam se tornando bichos de sete cabe?as em face de tantas burocracias. A quantidade de documentos e falta de conhecimento t?cnico s?o barreiras que dificultam o crescimento do produtor e desaceleram a economia rural do Estado.

A partir disso, o Idesam, atrav?s da Incubadora de Neg?cios Florestais, est? lan?ando uma cole??o de guias pr?ticos voltados para o pequeno produtor. O primeiro t?tulo da publica??o foi lan?ado hoje, durante a 4? Confer?ncia de Povos e Comunidades Tradicionais do Amazonas. O evento, realizado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS), reúne 350 pessoas, entre ribeirinhos, produtores, pescadores e extrativistas (saiba mais).

As publica??es s?o resultado das atividades realizadas pela Incubadora junto aos produtores locais da RDS do Uatum?. De acordo com Carlos Gabriel Koury, secret?rio executivo do Idesam, o objetivo ? registrar os desafios burocr?ticos que os produtores precisam superar. “Toda solu??o encontrada para as iniciativas comunit?rias apoiadas pela Incubadora ser? socializada para que outros pequenos produtores tamb?m possam se apropriar dessa solu??o, desse crescimento”, explica.

Os tr?s primeiros t?tulos da s?rie ser?o: “Feiras de Manaus”, “Como acessar o Pronaf” e “Instala??o de uma Usina de Castanha”.

O primeiro t?tulo, lan?ado hoje, ?oferece ao leitor um passo a passo de como comercializar seus produtos em Manaus, quais secretarias e entidades procurar, endere?os e telefones, al?m de um resumo do processo necess?rio para exercer a atividade. O segundo t?tulo, previsto para ser lan?ado no final de junho, ? voltado ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), criado pelo governo federal em 2005 para apoio financeiro das atividades rurais familiares.

Para a gerente da Incubadora, Aline Radaelli, o Pronaf ? uma grande oportunidade para a agricultura familiar no estado, mas ainda precisa ser melhor divulgado. “Na RDS do Uatum?, por exemplo, apenas 46 produtores possuem DAP [Declara??o de Aptid?o ao Pronaf], sendo que a maioria das 326 fam?lias* que moram l? tem algum tipo de produ??o”, aponta.

A castanha-da-Amaz?nia ? tema do terceiro t?tulo ? ? a primeira cadeia extrativista j? trabalhada pela Associa??o das Comunidades da RDS do Uatum?. O guia mostrar?, de maneira did?tica e resumida, todas as etapas necess?rias para a comercializa??o do fruto, desde a coleta, passando por? etapas de pesagem e desidrata??o, at? o armazenamento final.

A cada etapa vencida, os resultados da Incubadora ser?o socializados na forma de guias pr?ticos e operacionais. “Buscamos ampliar o alcance da incubadora para outros produtores rurais e associa??es socioprodutivas que j? tem a produ??o na m?o, mas se deparam com dificuldades na gest?o e no acesso aos mercados consumidores”, finaliza Koury.

Posts relacionados