Idesam recebe menção honrosa por trabalhos desenvolvidos na Amazônia

homenagem-caama-meio-ambiente

A Comissão do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Amazonas (CAAMA/ALEAM) realizou, na última segunda-feira (4), uma sessão especial em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho). Na solenidade, realizada do Plenário Ruy Araújo, foram homenageados personalidades e instituições amazonenses que se destacam por atividades voltadas para a conscientização e a preservação da natureza. O Idesam foi convidado pelo presidente da Comissão, o deputado estadual Luiz Castro, a receber o certificado.

Também receberam a homenagem o Projeto “Jovens Ambientalistas” do INPA; o Instituto de Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN); o Projeto de Educação Ambiental da Uninorte (Projeam); a empresa L.M da Amazônia, por sua produção de telhas a partir de garrafas PET; a entidade não governamental Cáritas Arquidiocesana de Manaus e a Associação dos Produtores Rurais de Carauari (Asproc).

Personalidades amazônicas que se destacam na conscientização e preservação ambiental também receberam o certificado, como o doutor Antônio dos Santos, pesquisador e gestor do Centro de Estudos Amazônicos da Fundação Rede Amazônica; as técnicas ambientais Artemísia Souza do Valle e Maria Gorete Mello da Silva, do IPAAM, e o pesquisador Carlos Alberto Bueno, coordenador de Extensão do INPA e Vice-Presidente do Conselho do IDESAM, homenageado pelos 36 anos de trabalhos voltados para a pesquisa no Estado do Amazonas.

Durante a entrega das placas de menção honrosa, o deputado Luiz Castro destacou o trabalho que o Idesam desenvolve em Apuí e lembrou que a conservação da Natureza deve estar aliada à criação de alternativas para a população local. “O Idesam é uma ONG que mostra caminhos, busca alternativas e não tem nenhum receio de dialogar com o setor produtivo, porque é preciso dialogar pra buscar respostas de convergência”, destacou.   Quem representou o Idesam foi seu Secretário Executivo, o pesquisador Carlos Gabriel Koury, que lembrou o contexto que estamos vivendo nas discussões da Conferência das Nações Unidas, a Rio+20: “Governos de todo mundo buscam um consenso sobre um novo modelo de crescimento sustentado, e nós consideramos que o Amazonas possui o cenário mais favorável para ser o pioneiro de nova economia verde, de baixo carbono”, disse.

Posts relacionados

Deixe um comentário