Monitoramento de cafezais reduz uso de produtos químicos

monitorament-cafezal-reduz-quimicos-idesam-apui

Por Priscila Rabassa – 

Durante o mês de novembro, técnicos do Idesam realizaram mais uma etapa do monitoramento das propriedades inscritas no Projeto Café em Agrofloresta. O objetivo é avaliar o desenvolvimento das plantas e verificar a presença de pragas e doenças nos cafezais.

Para o técnico em agropecuária Geovani Machado, do Idesam, o monitoramento é uma prática fundamental para contribuir com o desenvolvimento da lavoura.

“Monitorar significa reduzir os problemas relacionados ao uso intensivo de produtos químicos, ajudando na preservação ambiental, na redução dos custos e no aumento da produtividade. Assim, com o monitoramento, estamos conseguindo controlar as pragas e tudo indica que teremos uma colheita com produto de alta qualidade para o próximo ano”, afirma Machado.

Durante as visitas, os técnicos distribuíram para cada produtor 1 kg de Beauveria Bassiana, fungo que serve como inseticida para controlar as pragas que existem nos cafezais e que causam a diminuição da produtividade e da qualidade do café.

“Após dez dias de aplicação do produto já é possível ver a diferença entre as plantas que receberam e as que não receberam a aplicação”, comenta Machado.

Também foi entregue aos produtores o biofertilizante supermagro, que é um adubo foliar orgânico com excelente valor nutricional, para pulverizar nas folhas, melhorando a saúde das plantas e contribuindo para o crescimento das lavouras.

Outro item distribuído foi a “isca”, como é chamado o produto feito da mistura de álcool etílico e metílico, utilizado para colocar nas armadilhas feitas de garrafas pet e que são espalhadas pela lavoura para capturar a broca do café.

Os técnicos do Idesam, além de verificarem o desenvolvimento dos cafezais, aproveitaram as visitas para orientar os produtores sobre como utilizar os produtos, esclarecendo dúvidas e orientando sobre as técnicas adequadas para garantir o sucesso da lavoura.

Posts relacionados

Deixe um comentário