Políticas Públicas

Presente nas diversas escalas, o IDESAM sempre busca contribuir nos debates trazendo uma visão completa, de quem trabalha tanto em escala internacional, quanto local. Consideramos a participação em fóruns e grupos de trabalho fundamental para o desenvolvimento das políticas públicas que contribuam de maneira eficaz para a mitigação de mudanças climáticas e preservação das florestas. O Instituto participa também de conselhos deliberativos a fim de usar a experiência dos profissionais do Instituto na tomada de decisões nos locais em questão.

 

  • Conselho Deliberativo da RDS do Uatumã (AM)
  • Conselho Municipal de  Desenvolvimento Rural Sustentável de Apuí (AM)
  • Conselho Municipal de Desenvolvimento de Manaus (AM)
  • Fórum e Comitê de Mudanças Climáticas de Porto Velho (RO)

  • CEMAAM – Conselho Estadual de Meio Ambiente do Amazonas
  • CPOrg – Comissão de Orgânicos do Estado do Amazonas
  • FAMC – Fórum Amazonense de Mudanças Climáticas
O IDESAM está profundamente engajado na construção e desenvolvimento do Fórum Amazonense de Mudanças Climáticas, que foi previsto na Política Estadual de Mudanças Climáticas (2007) e oficialmente criado em dezembro de 2009. O Fórum reúne diversas organizações do setor governamental, não-governamental e privado, com o objetivo de discutir e propor ações e políticas públicas relacionadas ao tema de mudanças climáticas dentro de três eixos principais: (i) Uso do Solo, Florestas e Serviços Ambientais, (ii) Energia, (iii) Adaptação e Mitigação das Mudanças Climáticas.
  • Comitê Gestor do Programa ABC – Agricultura de Baixo Carbono
  • Comitê de Prevenção e Combate às Queimadas no Amazonas
  • Fórum de Combate ao uso de Agrotóxicos
  • Comitê Gestor do Programa Municípios Sustentáveis

  • Conselho Deliberativo do Mosaico Apuí
  • Movimento Ficha Verde
  • ORMM – Observatório da Região Metropolitana de Manaus
  • Fórum sobre a BR-319

  • Comitê Diretor do FSC Brasil
  • Observatório do Clima
  • Observatório do REDD+
  • Plataforma Parceiros pela Amazônia
  • CONAREDD+ – Comissão Nacional do REDD+
  • RECAM – Rede de Capacitação da Amazônia
Criada no final de 2013, a Rede de Capacitação da Amazônia – Recam é uma iniciativa colaborativa de organizações socioambientais que atuam na Amazônia promovendo a capacitação como um pilar para fortalecer a gestão social, ambiental e econômica em nível municipal. Um dos principais gargalos para uma mudança de rumo no modelo de desenvolvimento dos municípios Amazônicos é a fragilidade técnica e administrativa dos gestores municipais. Reflexo da falta de investimento na gestão ambiental local, acaba refletindo na baixa capacidade dos órgãos ambientais, no nível municipal.
Neste contexto, a Recam surge com o objetivo de fortalecer e dar escala a iniciativas que visem qualificar o capital humano e social nos municípios da Amazônia, facilitando e ampliando debate sobre o desenvolvimento local sustentável.O objetivo da rede é estimular a construção de conhecimentos e o desenvolvimento de capacidades, atitudes e comportamentos necessários ao desempenho de competências que fortaleçam a governança socioambiental municipal.

  • IUCN – União Internacional de Conservação da Natureza
  • Technical Advisory Panel do Carbon Fund (Banco Mundial)
  • Fórum de Readiness for REDD+
  • GCF – Força-Tarefa de Governadores para o Clima e Florestas
  • ARA – Articulação Regional Amazônica

O IDESAM é uma das instituições que compõem a Articulación Regional Amazónica – ARA, uma rede criada em 2007, em São Paulo, por organizações dos países amazônicos, com o objetivo de discutir e combater os fatores que contribuem para o desmatamento na Amazônia.A ARA é uma rede que busca contribuir para a redução do desmatamento e a promoção do uso sustentável da biodiversidade na Amazônia. É composta por mais de 30 organizações locais.

O Idesam atua como coordenador do grupo de trabalho sobre mudanças climáticas e serviços ambientais, inserido dentro do tema “Novas Economias Florestais”, que tem focado seus esforços para a discussão de propostas relacionadas à redução de emissões do desmatamento e degradação florestal (REDD+). Entre junho de 2010 e maio de 2011, foi desenvolvido um estudo sob a coordenação do Idesam, EcoDecisions e a Sociedade Peruana de Derecho Ambiental (SPDA), para análise de políticas de governança florestal, projetos piloto e estratégias de preparação (readiness) para REDD+ nos nove países que compõem a Bacia Amazônica. A publicação resultado deste estudo está disponível na biblioteca digital do IDESAM.

  • UNFCCC – Convenção da Onu para Mudanças do Clima

Projetos Relacionados

Notícias Relacionadas

Mapa de Atuação