Projeto estimula a produção de alimentos e resgate cultural em aldeias indígenas

Puxirum Agroecologico

Assessoria Sepror

Entre 20 e 29 de novembro aconteceu o I Puxirum Agroecológico da TI Andirá-Marau, evento que faz parte do Projeto Waraná Agroecologia e conta com o patrocínio da Petrobras.

Na ocasião, oito técnicos indígenas vinculados ao Programa de Agricultura Indígena da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror) atuaram no plantio de Sistemas Agroflorestais (SAFs) em cinco aldeias indígenas da Terra Indígena Andirá Marau: Nova União, Guaranatuba, Vida Feliz, Castanhal e Vinte Quilos.

Esta primeira edição do Puxirum foi coordenada por técnicos do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam) e do Programa de Agricultura Indígena da Sepror, em parceria com o Consórcio dos Produtores Saterê Mawé.

O objetivo foi estimular a produção de alimentos, aliada ao resgate cultural e produção de espécies florestais de interesse dos indígenas. Nos plantios dos SAF’s foram utilizadas espécies nativas como pau rosa, cumaru, copaíba, entre outras, consorciadas com culturas alimentares como milho, cará, feijão e banana.

Paralelamente aos plantios foram realizadas atividades de educação ambiental, com cursos de compostagem e reutilização de resíduos e plantios de hortas. Estas atividades reuniram grande quantidade de agricultores e crianças indígenas das cinco aldeias participantes e de outras vizinhas.

Em 2015, estão programados para acontecer o II e III Puxirum Agroecológico em aldeias dos rios Marau e Uaicurapá, respectivamente. Nessas atividades serão realizados trabalhos similares aos realizados em novembro de 2014.

Fonte: http://www.sepror.am.gov.br/?p=7151

Imagem: Divulgação Sepror

Posts relacionados

Deixe um comentário