Professores de Apuí validam Cartilha de Educação Ambiental

A Oficina de Validação da Cartilha Ambiental de Apuí, realizada no dia 21 de setembro de 2012, na Câmara Municipal de Apuí, reuniu representantes das seguintes instituições: Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma); Secretaria Municipal de Educação (Semed); Centro Estadual de Unidades de Conservação (Ceuc); Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e IDESAM. 

O encontro iniciou com projeção de imagens do município de Apuí que apresentavam imagens do município, paisagens naturais, a relação homem-natureza e a diversidade biológica local. A projeção de imagens foi realizada ao som da música “Imunização Racional”, de autoria e na versão de Tim Maia.

Após a abertura, as secretárias municipais de Meio Ambiente e de Educação, Cristiane Maciel e Nildete Rossi, respectivamente, deram as boas vindas aos presentes e agradeceram a participação de todos. Cristiane ainda destacou a presença dos professores no processo de elaboração e execução dos projetos desenvolvidos pela Semma como um dos pontos que fortalecem as iniciativas de EA desenvolvidas em Apuí. A pedagoga Maria Socorro ressaltou que a cartilha era um sonho antigo da Semed, e iniciativa parecida havia sido iniciado por ela em 2008, porém, por várias razões, não fora finalizada. Ela considerou fundamental todo o processo de atualização e finalização deste trabalho por meio do projeto Semeando Sustentabilidade.


O pesquisador Diego Brandão, do IDESAM, iniciou a apresentação da cartilha. Em seguida, foi realizada uma dinâmica de grupo para responder perguntas relacionadas aos próximos passos da iniciativa de EA em Apuí. As perguntas, previamente formuladas, e finalizadas no momento da oficina, considerando as discussões que surgiram nas primeiras etapas da mesma:

  • Como iniciar novos projetos e manter os que estão em execução sem recurso financeiro inicial? 
  • Como incentivar os professores a utilizar a cartilha de forma sistematiza? 
  • Dentro das limitações para capacitar todos os professores, quais as estratégias para potencializar o uso da cartilha? 
  • Como potencializar a parceria entre Semma e Semed, incluindo os pais e a comunidade escolar no processo educacional?

Para responder às perguntas, os participantes foram divididos em quatro grupos. Cada grupo contava com seis ou sete pessoas. Durante cerca de 10 minutos o grupo discutia e respondia a pergunta. Após esse tempo, os grupos se desfaziam e formavam novos grupos para a próxima pergunta, com a exceção do “relator”, que permanecia sempre na mesma pergunta. O relator recebia o próximo grupo com a missão de compartilhar as considerações do grupo anterior. A partir daí, o novo grupo tinha a possibilidade de corroborar ou discordar e deixar ali suas considerações e encaminhamentos. Através desta metodologia todos os participantes puderam responder a todas as perguntas.

Finalizada a dinâmica de grupos, os relatores de cada pergunta tiveram 5 minutos para expor as respostas e os presentes, mais cinco minutos para comentar as respostas. Confiram alguns encaminhamentos indicados pelos professores do município:

PERGUNTAS

RESPOSTAS

Como iniciar novos projetos e manter os que estão em execução sem recurso financeiro inicial?

– Buscar parcerias;

– Divulgar mais os projetos;

– Usar os instrumentos disponíveis para a realização do projeto.

Como incentivar os professores a utilizar a cartilha de forma sistematiza?

– Dar formação da cartilha ao professor (estudo contínuo);

– Colocar suportes ao alcance dos professores (data show, computador);

– Competições onde o professor é premiado juntamente com seus alunos;

– Colocar a programação do projeto no ano letivo.

Dentro das limitações para capacitar todos os professores, quais as estratégias para potencializar o uso da cartilha?

– Formar uma equipe interna em cada escola para capacitar os demais professores;

– Envolver a APMC e a comunidade;

– Capacitar 100 % dos professores;

– Buscar apoio com a SEMMA, SEMED e SEDUC.

Como potencializar a parceria entre SEMMA e SEMED, incluindo os pais e a comunidade escolar, neste processo educacional?

– Comunicar a família sobre os projetos de EA que estão sendo desenvolvido na escola;

– Divulgar as iniciativas de maneira mais abrangente (carro volante, faixas, etc);

– Inserir os pais no processo de elaboração e execução dos projetos;

– Fazer o fechamento do calendário de projetos a serem realizados no final do ano letivo (SEMMA, SEMED e SEDUC);

– Incluir todas as ações no Projeto Político Pedagógico da escola.


Aconteceu ainda uma pós-oficina, nos dias 24, 25 e 26 de setembro, através de conversas e aplicação de um questionário de avaliação da oficina anterior e encaminhamentos. O questionário sobre a oficina foi respondido por 16 dos 25 participantes; as respostas serão utilizadas para definir as melhores estratégias para as oficinas de capacitação dos professores que serão realizadas em novembro de 2012.
Ilustração feita pelo aluno Luiz Felipe Santos em concurso realizado pela Secretaria de Meio Ambiente

Leave a comment