Semana da ‘Black Friday’ se torna vitrine para negócios sustentáveis

content image
Semana da ‘Black Friday’ se torna vitrine para negócios sustentáveis

Conheça marcas parceiras do Idesam que valem a pena conhecer

Por Comunicação Idesam
Fotos: Divulgação

Para além da influência no consumo desenfreado, a semana de promoções da ‘Black Friday’ pode ganhar novos significados com escolhas mais conscientes das pessoas. De marcas que fazem a revenda de itens de luxo até linha de roupas com produção Carbono Neutro, o Idesam reuniu uma série de empresas parceiras que se preocupam com a sua pegada no planeta e que são opções para quem busca iniciativas sustentáveis. 

Uma das parceiras no Idesam é o recommerce de acessórios de luxo ‘Gringa’, da atriz e empresária Fiorella Mattheis, que tem como objetivo criar um serviço de consignação, estendendo a vida útil dos produtos e promovendo a economia circular “a fim de diminuir os impactos dessa indústria no planeta”. 

Segundo Mattheis, a paixão pela moda é o que move o negócio, mas ela diz que sabe dos impactos desse setor no planeta e nas pessoas. “Ao adquirir uma peça de roupa, bolsa ou acessório, normalmente não nos damos conta do que está por trás da sua produção: o uso intensivo de água, energia e produtos químicos, mão-de-obra, entre outros recursos”, afirma a empresária. 

Esse foi uma das razões pela parceria da Gringa com o Idesam. “Nos comprometemos a compensar 100% das emissões de CO2 relacionadas ao nosso negócio através do Programa Carbono Neutro Idesam. Além disso, convidamos nossas clientes a se juntarem a nós para ajudar a plantar árvores e a melhorar a qualidade de vida de famílias em áreas de proteção ambiental na Amazônia, doando para o Idesam no momento do checkout de sua compra. Apoiar instituições como o Idesam ajudam a manter a Floresta de pé e gerar renda para as comunidades que habitam nela”, reforça Fiorella Mattheis.

Ainda no mundo da moda, ‘AMAR.CA’ já nasceu com o propósito de ser uma linha de roupas com tecidos fabricados de maneira 100% sustentável. Tendo como uma das suas diretoras a modelo e empresária Thaila Ayala, o time inteiramente feminino do negócio, apesar de recente, já alcançou ótimos resultados como conseguir esgotar maior parte dos itens de sua primeira coleção.

AMAR.CA tem o selo Eu Reciclo, com destinação de recursos para a cadeia de reciclagem, por meio de operadores para retirarem do meio ambiente uma quantidade maior do que 100% dos materiais utilizados na produção das embalagens. Além disso, a empresa também combate as mudanças climáticas, transformando as emissões de carbono em árvores na Amazônia por meio do Carbono Neutro Idesam. “Contribuímos para a produção sustentável da indústria brasileira e reafirmamos nosso compromisso com a preservação da saúde e bem estar de todos os nossos colaboradores e clientes”. Afirma Ayala. 

Amazônia inspira joias

Uma expedição à maior floresta tropical do planeta, um mergulho profundo em suas lendas e mistérios, sua fauna e flora, inspiraram a nova coleção da linha de joias de luxo SAUER.

A joalheria buscou na natureza referências para criar colares, brincos, anéis, pulseiras e pingentes, em uma coleção que busca traduzir a diversidade e o espírito da região. “Esta viagem ao coração da Amazônia lapida nossa alma brasileira para o mundo da joalheria. O cuidado na elaboração de cada peça torna única uma coleção orgânica e sentimental, é o nosso tributo à maior preciosidade da Terra”, resume Stephanie Wenk, diretora-criativa da marca.

A SAUER também aproveitou o lançamento da coleção para anunciar a parceria com o Idesam que há 16 anos promove a valorização e o manejo sustentável dos recursos naturais da Amazônia. “A partir de agora, para cada joia vendida, faremos a doação do plantio de uma árvore na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã, na Amazônia”, ressalta Gabriel Sauer, diretor da SAUER. Além de contribuir no combate às mudanças climáticas, a parceria também pode ajudar na melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas da região, pois usam os modelos de produção agroflorestal, que concilia agricultura e floresta.

Com a sustentabilidade também em mente, um casal formado por uma bioquímica e um designer foi responsável por criar a ‘Bergamía’, que surge há alguns anos quando ambos começaram juntos uma jornada para uma missão pessoal: “criar cosméticos com ingredientes naturais e orgânicos que atendessem aos mais altos padrões de qualidade e que causem o mínimo de dano ao planeta e fossem acessíveis a todas as pessoas”. 

A empresa se compromete com a gestão ambiental e social em todos as pontas. Do uso de plástico biodegradável, à minimização de impacto social e ambiental, passando ainda pela cultura do trabalho justo, que promove o respeito pela terra e pela sociedade.

“Adotamos nossa responsabilidade pela gestão ambiental e estamos comprometidos em integrar práticas ambientais e princípios de sustentabilidade em nossa estratégia de negócios principal. Desde a colheita selvagem de matérias-primas orgânicas até o material de embalagem biodegradável, nosso objetivo é ter uma pegada de carbono zero e zero contribuição de plástico no oceano, além de apoiar a preservação da natureza amazônica e as comunidades locais extratoras”, informa a empresa. 

Produtos sustentáveis

Voltado para as pessoas que não deixam de lado os cuidados com a barba e a pele, a Sobrebarba já é uma parceira antiga do Idesam e também do Programa Carbono Neutro. A empresa já fez ações de plantio na RDS do Uatumã, além de reverter parte das suas vendas para a atividades do instituto.

“Desde que a Sobrebarba era só uma idéia, procuramos criar uma empresa de que pudéssemos nos orgulhar e que fosse fiel a tudo o que a gente acredita. Esta é a razão, por exemplo, de só criarmos produtos com ingredientes de origem vegetal, nada de origem animal”, afirma Samuel Tonin, fundador da marca. Nessa Black Friday, a loja está oferecendo descontos de até 35% em seus produtos. 

Outra parceira tradicional nas ações de sustentabilidade do Idesam é da marca FARM, que neste ano lançou a coleção Futuro do Presente. Pela primeira vez, em parceria com o Idesam, a empresa realizou um inventário de emissão de gases de efeito estufa (gee) de uma coleção da FARM.

“Não começamos do nada, trilhamos ao decorrer dos últimos 4 anos um caminho repleto de aprendizado. Primeiro foi preciso transformamos dentro e entendermos o nosso papel enquanto marca. E agora, mais seguros e conscientes, abrimos as portas para o novo mundo. E com orgulho anunciamos nossa primeira coleção carbono neutro em parceria com o Idesam, quando voltamos o olhar para toda nossa cadeia de produção e entendemos que neutralizar e reduzir nossas emissões é um dever e uma responsabilidade com o futuro do planeta e as novas gerações”, disse a empresa em nota.


American Crime 

Idealizando o sonho das gêmeas Bebel Guerra e Cleinha Guerra, as fundadoras buscavam criar algo que refletisse seus estilos de vida, com o compromisso de propagar o bem-estar e a saúde atrelados aos seus anseios de transformação pessoal e social, unindo qualidade, design e inovação. Após o sucesso de vendas nos Estados Unidos, incluindo a confecção de camisetas personalizadas para a Florida Highway Patrol, a agência policial rodoviária do estado da Flórida, a marca chegou ao Brasil em 2016.

Com parceria recente com o Idesam, a marca destaca sua preocupação com o meio ambiente e os impactos da moda no planeta. “O planeta não suporta tal desdenho social e ambiental e vem dado vários sinais de seu esgotamento. Para reduzir o impacto de nossos produtos no meio ambiente, estamos focados em produzir peças duradouras e sustentáveis. Nosso showroom, com sede em Maceió-AL, utiliza sacolas reutilizáveis e embalagens de papel, evitando a utilização de materiais plásticos. Trabalhamos com uma linha de malhas, com fio biodegradável, que ao ser descartada em aterro sanitário se decompõe em até 3 anos, o que normalmente levaria décadas”, corrobora a empresa. 

Mother Nutrients

Com o slogan ‘plante mudanças surpreendentes’, a Mother Nutrients é uma empresa carioca que tem como carro-chefe produtos de proteínas vegetais a base de ervilha, livre de aditivos artificiais, aliados a uma proposta de redução do impacto do consumo de produtos de base animal. A proteína de ervilha é beneficiada pela empresa por meio da tecnologia de micro-filtragem por cross flow, o que segundo a Mother Nutrients consegue isolar as proteínas em até 86%, sendo bastante indicada para pessoas que buscam opções veganas de suplementos para treinos esportivos.

Alessandra Luglio, nutricionista da Mother Nutrients e entusiasta de iniciativas que apoiam produtos da sociobiodiversidade, explica as motivações da empresa com o tema sustentabilidade. “Queremos estimular as pessoas a reduzirem seus impactos em relação ao uso de recursos naturais, apenas trocando a proteína animal por vegetal”, explica. Neste ano, a empresa reverteu 10% da renda das vendas na Semana do Meio Ambiente para o Idesam,  apoiando projetos de regeneração da floresta amazônica.