Idesam inicia assessoria técnica em assentamentos do Incra no Amazonas

assistencia-tecnica-incra

O Idesam é um dos contemplados em chamada pública do Incra para prestação de assessoria técnica; primeira etapa é traçar um diagnóstico dos assentamentos.

Por Larissa Mahall

O mês de outubro marcou o início de uma parceria em assistência técnica entre o Idesam e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Amazonas. A iniciativa faz parte do Programa de Assessoria Técnica, Social e Ambiental à Reforma Agrária (ATES), de responsabilidade do órgão federal, e envolve atividades de apoio à produção e organização social de 10 assentamentos do estado por um período de 12 meses.

As atividades de assistência técnica a serem realizadas pelo Idesam estão divididas em dois lotes (como são chamados os conjuntos de assentamentos definidos pelo Incra durante chamada pública). O lote 01 comporta assentamentos em Apuí (PA Rio Juma e PAE Aripuanã-Guariba), Novo Aripuanã (PA Acari) e em Manicoré (PA Matupi), enquanto o lote 11 é formado por áreas em Manaus(PA Tarumã Mirim e PDS Cuieiras Anavilhanas) e Presidente Figueiredo (PA Uatumã, PA Canoas, PA Rio Pardo e PDS Morena). Ao todo, os assentamentos somam mais de 1.700 famílias beneficiadas.

>> Embrapa e Incra promovem curso de Diagnóstico Rural Participativo

O cronograma das atividades prevê, primeiramente, o diagnóstico dos projetos de assentamento. Como resultado, é esperado um ‘retrato’ da situação dos assentamentos, no que se refere a questões ambientais e de produção agrícola. “Durante a fase inicial do projeto, buscamos preparar as pessoas para a efetividade do mesmo, por isso o diagnóstico é de fundamental importância”, destaca Andre Vianna, gerente do programa Manejo Florestal do Idesam e coordenador das atividades referentes ao lote 11.

Vianna destaca que a metodologia de trabalho tem abordagem multidisciplinar de temas cujos tópicos foram previamente estabelecidos entre as partes e contemplam apoio à produção agrícola, artesanato, manejo florestal, educação ambiental, saúde, dentre outros. “Os materiais de apoio serão eleitos de acordo com o perfil das capacitações, isto inclui nosso acervo [Idesam] e outras publicações que possam ser elaboradas”.

Outro instrumento de trabalho são as visitas técnicas aos assentados, que somarão, ao final da parceria, mais de quatro mil horas de atividades. Para Vianna, elas têm o objetivo de identificar os pontos a serem aprofundados durante os cursos, continuidade de conteúdos e apoio às atividades produtivas e de organização social dessas famílias.

De acordo com Gabriel Carrero, gerente do programa Produção Rural Sustentável do Idesam e responsável pela coordenação das atividades no lote 01, a expectativa durante a primeira fase do projeto, a exemplo do lote 11, é realizar diagnósticos de produção e questões ambientais “Neste momento estamos fazendo atividades de planejamento, treinamentos, oficinas e instalação de recursos humanos e materiais”, explica.

A equipe do Projeto Incra conta com 28 profissionais dedicados às atividades de assistência técnica, lotados no escritório do Idesam e nos municípios atendidos.

Investimento no Amazonas

A Superintendência do Incra no Amazonas está investindo cerca de R$ 8,6 milhões em serviços de assistência técnica no Estado. No total, serão beneficiadas mais de três mil famílias de 21 projetos de assentamentos de reforma agrária, localizados nos municípios de Apuí, Novo Aripuanã, Manicoré, Iranduba, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo e Manaus.

Além da realização de diagnósticos inicial e final e visitas técnicas nas unidades familiares dos agricultores assentados, o serviço de assistência técnica prevê a realização de cursos, seminários e oficinas com as famílias assentadas.

Em conjunto com os técnicos do Idesam e Nymuendaju, as comunidades terão acesso e poderão discutir informações sobre meios de produção agropecuária, meio ambiente, saúde e organização social. Os assentados também terão assistência na elaboração de projetos para acesso aos créditos fomento, apoio à mulher, entre outros.

Posts relacionados

Deixe um comentário