Idesam seleciona empresa para realização de intercâmbios florestais

TDR INTERCAMBIO PCF

Empresa irá organizar intercâmbios com lideranças comunitárias apoiadas pelo Cidades Florestais

 

Por Comunicação Idesam
Foto: Arquivo Idesam/Rodrigo Duarte

 

Até o próximo dia 29 de fevereiro, o Idesam (Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia) recebe propostas para selecionar empresa que irá realizar dois intercâmbios voltados para iniciativas de produção florestal comunitária apoiadas pelo projeto Cidades Florestais. A empresa escolhida será responsável por toda a organização dos intercâmbios (um nacional e outro internacional), incluindo na logística das lideranças comunitárias até o local de realização dos encontros.

Voltado exclusivamente para pessoa jurídica, o processo busca empresa com experiência em organização e realização de eventos. Os locais prováveis de realização dos intercâmbios são Santarém (Pará) e Lima (Peru). As informações completas podem ser acessadas diretamente no Termo de Referência (TDR) da oportunidade.

A empresa pretendente deverá encaminhar a sua proposta de orçamento para o e-mail marcus.biazatti@idesam.org.br, com o assunto “Proposta Intercâmbios – Cidades Florestais”. Serão aceitas somente as propostas enviadas até 29 de fevereiro de 2020.

Sobre o Cidades Florestais

Em 2018 foi iniciado o projeto Cidades Florestais, executado pelo Idesam com apoio do Fundo Amazônia/BNDES. O projeto tem como propósito fomentar a produção florestal familiar e comunitária do Amazonas, tanto madeireira quanto não-madeireira. Dentre as atividades do projeto Cidades Florestais está a realização de intercâmbio nacional e internacional para a troca de experiências e aprendizados sobre a cadeia de comercialização e produção de produtos originários do extrativismo.

O fomento à produção florestal de uso múltiplo é desenvolvido pelo projeto por meio diversas ações, como: a implantação de plataforma digital e aplicativo de apoio à gestão da produção comunitária; implementação de novos equipamentos e maquinários para a atividade florestal; elaboração de planos de manejo florestais; instalação de duas novas miniusinas e apoio estrutural a outras três já existentes.

 

Posts relacionados

Deixe um comentário