Intercâmbio de Pecuária e Sustentabilidade traz experiência de Paragominas para Apuí

25 de abril de 2012

 

Entre os dias 16 e 20 de abril foi realizado o 1º Intercâmbio de Pecuária e Sustentabilidade de Apuí. O evento reuniu pecuaristas e técnicos ambientais dos Estados do Amazonas e do Pará – município de Paragominas – e teve como objetivo discutir, através de uma série de palestras e visitas técnicas, modelos de pecuária mais adequados às condições da região.

 

O intercâmbio foi organizado pelo Idesam com apoio do Fundo Vale através do Projeto Semeando Sustentabilidade em Apuí (SSA) e contou com a participação do Sindicato dos Produtores Rurais de Paragominas (SPRP), da ONG The Nature Conservancy (TNC), da empresa de consultoria pecuária Boviplan, da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CMADS) e de diversas entidades locais.

 

O SPRP e a TNC apresentaram os caminhos que deram ao município de Paragominas o título de “município verde”, com exemplos de boas práticas agropecuárias e regularização ambiental. O deputado estadual (AM) Luiz Castro, atual presidente da CMADS, expôs a necessidade de maior intervenção do governo no desenvolvimento da pecuária no Estado, tanto em técnica quanto em crédito, para se construir uma política pública adequada. Encerrando as palestras, a Boviplan apresentou o estudo de viabilidade econômica que vem sendo realizado em Apuí para a intensificação da pecuária.


Após as palestras aconteceram as visitas técnicas nas fazendas parceiras do SSA na implantação do manejo rotacionado semiintensivo. Em cada um das quatro fazendas foi instalada uma Unidade Demonstrativa de pecuária rotacionada (UD). A UD adiciona tecnologia no manejo da pastagem e, em uma área de aproximadamente 20 hectares, substitui o manejo extensivo pelo rotacionado semiintensivo.


Cadastro Ambiental – Na semana em que ocorria o intercâmbio, órgãos do Governo do Estado com competências ligadas ao meio ambiente estavam no município realizando a divulgação e oficinas em torno do Cadastro Ambiental Rural (CAR). O processo de cadastro já foi realizado em 2011 e conseguiu gerar uma grande mobilização entre os produtores rurais de Apuí. No entanto, o processo foi interrompido devido uma série de dificuldades e está sendo atualmente retomado no Estado. (Saiba mais em: Conselho aponta dificuldades no desenvolvimento rural de Apuí).


Adicionando conhecimento empírico às articulações do governo estadual, o pesquisador Fábio Niedermeier, da organização não governamental TNC, apresentou como foi o processo em Paragominas, o primeiro município a usar de forma efetiva o CAR. Criado através da Lei 3.635/2011, o CAR do Amazonas tem o objetivo principal de regularizar ambientalmente os imóveis rurais do Amazonas e se tornar uma ferramenta contra o desmatamento.

 

Compartilhe esta notícia.

Posts relacionados

Deixe um comentário