Na ‘Green Friday’, Farm quer contribuir com o reflorestamento da Amazônia

idesam-green-friday

Por Comunicação Idesam

 

O fenômeno na ‘Black Friday’ se espalhou por todo o mundo como uma das campanhas mais movimentadas do comércio, principalmente online. Mas mais do que incentivar o consumo, algumas iniciativas propõem contribuir para causas sociais e ambientais, adicionando responsabilidade socioambiental ao movimento.

É essa a proposta da Green Friday, versão ‘ecofriendly’ da Farm. Em parceria com o Idesam e a Fundação SOS Mata Atlântica, a marca de roupas convoca os seus compradores a refletir sobre que impactos positivos podemos trazer para a natureza a cada escolha, ou a cada compra realizada.

A parceria começou no lançamento do clube FARM, em setembro de 2018. Ao fazer a assinatura, a ‘farmete’ – como é chamada a integrante do clube – garante que uma árvore será plantada na Amazônia (Idesam) ou na Mata Atlântica (SOS Mata Atlântica) em seu nome, contribuindo para o reflorestamento dos dois biomas.

“A gente precisa devolver pelo menos um pouco da enorme inspiração que a natureza nos traz”, defende a marca no material de divulgação da campanha.

“Estamos muitos felizes pela parceria com a Farm, pois além dos benefícios diretos dos plantios para as comunidades locais, esperamos conseguir conectar um pouco mais os brasileiros com a Amazônia”, afirma Mariano Cenamo, pesquisador sênior do Idesam.

 

Posts relacionados

Deixe um comentário