DOE AGORA

Carbono Neutro retoma plantios na reserva do Uatumã após pandemia

Carbono Neutro retoma plantios na reserva do Uatumã após pandemia

Atividade foi suspensa em 2021 devido à restrições de acesso à unidade de conservação e para preservar a saúde de comunitários.

 

Por Samuel Simões Neto
Foto: Jefferson Araújo

 

O Programa Carbono Neutro Idesam encerrou, em fevereiro, mais um ciclo anual de plantios na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã. Ao todo foram plantadas mais de cinco mil mudas de árvores nativas em áreas degradadas da reserva, considerando ações de doação livre e também a compensação de mais de 850 toneladas de CO2.  A atividade marca a retomada das ações de plantio do programa, que estavam suspensas desde o início da pandemia, em março de 2020.

Para a coordenadora de Mudanças Climáticas do Idesam, Victoria Bastos, o plantio das árvores é motivo de comemoração não apenas para o projeto, mas para as famílias que trabalham com o Idesam nessas ações. “Além da recuperação das áreas desmatadas e da compensação de carbono, que são os objetivos principais do programa, isso representa também a retomada de várias atividades econômicas que o Carbono Neutro viabiliza dentro da reserva”, explica.

Para executar o plantio das árvores, o programa contrata técnicos locais para trabalhar no preparo das áreas e plantio das mudas, transporte, alimentos, hospedagem, entre outros setores impactados de forma positiva com a ação. Até as mudas adquiridas pelo projeto são produzidas e comercializadas por comunitários da própria RDS.

Nesse período de pandemia e suspensão das atividades, muitos perderam parte de sua  fonte de renda e contaram com o apoio  de iniciativas filantrópicas. O Idesam mesmo, por meio da campanha Regatão do Bem, fez várias rodadas de doação para as comunidades do Uatumã. As famílias locais receberam itens como cestas básicas, kits de higiene, medicamentos e demais itens de maior urgência.

Nesta etapa, seis famílias foram contempladas com o plantio das árvores. Elas estão distribuídas em quatro comunidades da reserva: Caribi (uma família), Pedras (1), Livramento (2) e Jacarequara (2). “Estas famílias já faziam parte do projeto antes e foram selecionadas com o intuito de incentivar o manejo dos SAFs depois desse hiato”, explica Victoria, complementando que o programa também fez a doação de moto-roçadeiras, para ajudar na atividade.

Conforme o técnico agrícola e engenheiro ambiental Jefferson Araújo, do Idesam, foram realizadas oficinas de associativismo e cooperativismo e formação em plantio e manejo de SAFs. “Essas etapas são fundamentais para o planejamento do plantio, que sempre busca atender as necessidades e particularidades de cada área/produtor. As espécies são escolhidas em conjunto com as famílias parceiras para melhor aproveitamento dos potenciais de cada uma”, explica.

As espécies utilizadas no plantio foram: Ingá Cipó, Castanheira da Amazônia, Café, Copaíba, Preciosa, Andiroba, Rambutão, Laranja, Pupunha, Jaca, Cumaru, Cacau, Cupuaçu, Graviola, Abacate, Açaí de touceira, Açaí Solteiro e Banana.

 

Através de análises de mercado e mudanças do clima, é incentivado o cultivo de espécies de valor agregado para  compor os sistemas agroflorestais e o foco principal está sendo no Açaí, Cacau, Andiroba, Cumarú, entre outras

– Jefferson Araújo, técnico do Idesam

 

O Programa Carbono Neutro

Ao longo de seus 17 anos de experiência no trabalho direto com comunidades amazônicas, o Idesam sempre defendeu a manutenção da floresta em pé com geração de renda e qualidade de vida das pessoas que nela habitam. Um dos frutos deste trabalho é o Programa Carbono Neutro Idesam (PCN), que completou uma década na região, atingindo a marca de mais de 46 mil árvores plantadas, 15 mil toneladas de CO2 compensadas e 35 famílias ribeirinhas envolvidas diretamente.

Com a sua expansão para novas localidades, o PCN representa mais oportunidades para a compensação das emissões de Gases de Efeito Estufa da população por meio dos Sistemas Agroflorestais (SAFs), que propiciam um novo modelo de desenvolvimento socioeconômico e de segurança alimentar para as famílias. Para saber mais, acesse https://idesam.org/carbononeutro/

 

WordPress Lightbox Plugin