DOE AGORA

Prêmio Elos da Amazônia 2021 anuncia projetos vencedores

Prêmio Elos da Amazônia 2021 anuncia projetos vencedores

Ao todo, foram recebidas mais de 50 propostas das cinco regiões do Brasil. Os quatro vencedores serão premiados em dinheiro e terão seus projetos apresentados a empresas e investidores da região.

 

Com informações do PPBio
 

A primeira edição do Prêmio Elos da Amazônia 2021 trouxe boas surpresas e cenários. Em três semanas de inscrições à premiação foi possível verificar que pesquisadores e empreendedores de todo o país têm ideias e soluções para os mais variados gargalos existentes nas cadeias de produção. Eles só precisavam de uma oportunidade.

Com o objetivo de resolver os principais desafios presentes na cadeia produtiva do açaí e auxiliar comunidades e cooperativas da região que atuam diretamente nesses processos, o prêmio foi lançado e recebeu mais de 50 propostas de 12 estados provenientes das cinco regiões do Brasil.

As iniciativas deveriam estar relacionadas ao uso de tecnologia para a colheita e conservação do fruto, criação de novos produtos provenientes do açaí e melhoria da relação do produtor com o mercado.

“Identificar soluções reais, vindas de todo o Brasil, nos mostra que há um caminho para seguir. Nossa maior intenção é poder aplicar as soluções nos gargalos da cadeia produtiva do açaí. Para isso, é necessário recurso. Então, nosso próximo grande passo será buscar investidores e empresas interessados nas soluções propostas e conectá-los aos proponentes das soluções com maior destaque”, afirmou o diretor técnico do Idesam e coordenador do PPBio, Carlos Gabriel Koury.

O evento de apresentação das soluções, chamado “Açaí Pitch Day”, aconteceu de forma virtual e contou com a presença dos nove finalistas do prêmio e de três jurados convidados. Nele, os selecionados tiveram três minutos para falar de maneira objetiva sobre seus projetos e, ao final, responder às perguntas dos jurados.

Após as exposições dos trabalhos, a banca julgadora se reuniu de forma privada e definiu os quatro vencedores da primeira edição do Prêmio Elos da Amazônia 2021. Entre os premiados estão três projetos do Pará e um do Rio de Janeiro:

 

1º lugar: Biorrefinaria de sementes de açaí

A tecnologia propõe uma solução para o acúmulo e descarte inadequado do principal resíduo gerado pela cadeia produtiva do açaí: as sementes, popularmente denominadas de “caroço”.


2º lugar
: Café padronizado do caroço de açaí

O projeto desenvolve um café do caroço de açaí padronizado em laboratório. A tecnologia será aplicada na fábrica modelo Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Belterra – AMABELA e poderá envolver outras comunidades da Amazônia.


3º lugar
: Revfood – Película Comestível

Líquido comestível, feito a partir de casca, talo e caroço de frutas, que ao ser despejado sobre a superfície dos alimentos, forma uma película comestível capaz de prolongar o tempo de prateleira dos alimentos. A tecnologia poderá ser aplicada no açaí.


4º lugar
: Debulhadora Automatizada Sustentável

Tecnologia inovadora desenvolvida pela equipe Caaetécatu que busca solucionar um dos problemas da cadeia do açaí: o trabalho infantil na etapa de debulha do fruto.

 

A premiação será em dinheiro, no valor total de R$ 30 mil, sendo R$ 12 mil para o primeiro colocado, R$ 9 mil para o segundo, R$ 6 mil e R$ 3 mil para o terceiro e quarto, respectivamente. O prêmio também irá proporcionar uma conexão direta das iniciativas reconhecidas com empresas e investidores de impacto da região.

Mais informações: www.elosdaamazonia.org.br

WordPress Lightbox Plugin