Novos parceiros do Carbono Neutro Idesam somam 900 árvores ao plantio do programa

IMG_0287-1

Saiba como também você pode contribuir, acessando nossa Calculadora de CO2   ou entrando em contato com a nossa equipe

 

Por Henrique Saunier
Foto: Arquivo Idesam

 

Quando pessoas comuns e empresas se unem em favor da Amazônia, quem ganha são as pessoas que precisam da floresta para sobreviver. Com esse ideal em mente, dois novos parceiros se juntaram ao Programa Carbono Neutro Idesam (PCN) para plantar cerca de 900 árvores na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, no plantio oficial do programa em 2020.

No último verão, o inglês Will Rawlingson, decidiu que queria conhecer mais a realidade amazônica e as soluções desenvolvidas por institutos como o Idesam. Após passar duas semanas na RDS do Uatumã visitando famílias e medindo o impacto socioambiental do Programa Carbono Neutro nas pessoas, foi Will que voltou impactado pela realidade local e resolveu mobilizar amigos e empresas ao retornar a Londres.

Ao completar 21 anos no início de outubro, em vez de presentes para si, o jovem pediu de amigos e familiares doações em uma campanha de financiamento coletivo online e vai reverter todo o arrecadado para o PCN. Will Conseguiu angariar doações em dinheiro que serão revertidas no plantio de 600 árvores na RDS do Uatumã, ajudando as famílias e contribuindo para a recuperação de áreas degradadas.

“Para mim é um grande prazer estabelecer essa parceria com o Idesam. Meu objetivo é conectar cada vez mais empresas ao redor do mundo, para que possamos fazer um impacto maior ainda. Toda essa iniciativa foi para conectar as pessoas dessa parte do mundo com a Amazônia e acredito que estamos conseguindo fazer isso, mas queremos fazer mais”, ressalta o jovem.

William em sua imersão de duas semanas na RDS do Uatumã (segundo da esq para a direita)/Arquivo Pessoal

Cooperação Técnico-científica

O Programa Carbono Neutro também firmou uma parceria promissora com a empresa de turismo francesa baseada em Recife, Alter-Native. Por meio de um termo de convênio de cooperação técnico-científica, a empresa irá apoiar o reflorestamento de 300 árvores na Amazônia, fortalecendo o plantio por Sistemas Agroflorestais (SAFs), principal característica do PCN.

A Alter-Native poderá acompanhar ativamente as atividades desenvolvidas pelo Idesam no PCN, requisitando relatórios, documentos, comprovantes, demonstrativos, inclusive em relação à aplicação de recursos financeiros. Além disso, por meio da nossa plataforma de monitoramento, todos os parceiros do Programa Carbono Neutro podem se informar sobre o status da área onde foram plantadas as mudas doadas aos comunitários, principais beneficiários da iniciativa.

“Iniciativas como essa precisam ser enaltecidas e replicadas, pois quem ganha são as populações tradicionais da Amazônia. Esperamos que mais empresas e pessoas físicas se engajem nessa causa, principalmente nesse período de tantas ameaças às nossas florestas”, ressalta o gerente de Mudanças Climáticas e REDD+ do Idesam, Pedro Soares.

Posts relacionados

Deixe um comentário