Programa de Aceleração da PPA cria plano emergencial para empreendedores amazônicos na crise da Covid-19

content image
Programa de Aceleração da PPA cria plano emergencial para empreendedores amazônicos na crise da Covid-19

[:pt]Parceria com Mercado Livre é destaque em plano de ação para empresas aceleradas pela PPA

 

Por Comunicação PPA 

 

A crise e a necessidade de isolamento social trazidas pelo coronavírus atingiram em cheio os negócios de impacto na Amazônia e, consequentemente, as comunidades envolvidas em suas cadeias produtivas. Com a queda nas vendas, muitos desses empreendedores estão em processo de revisão de cronogramas, planejamento e se adequando ao comércio online. O Programa de Aceleração e Investimento de Impacto da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA), juntamente com apoiadores e parceiros, tem se movido para fortalecer os negócios acelerados.

Uma das frentes deste plano emergencial é a parceria firmada com o Mercado Livre, plataforma de e-commerce e tecnologia financeira da América Latina, que se une à PPA para promover a venda online de produtos da biodiversidade amazônica na sua plataforma. A iniciativa faz parte da estratégia de sustentabilidade do Mercado Livre que, entre outros objetivos, busca capacitar e apoiar a atuação de empreendimentos que já promovem impactos socioambientais positivos, além de ampliar a venda de produtos sustentáveis na plataforma.

“Entendemos que o comércio eletrônico pode ser uma alternativa para os desafios de comercialização e logística na região, e que o incentivo a esses empreendedores contribui para a geração de renda e para a conservação florestal no território, além de apoiá-los neste delicado momento de pandemia”, afirma Laura Motta, Gerente de Sustentabilidade do Mercado Livre.

A Amazônia oferece produtos incríveis, que são desconhecidos pela maioria dos brasileiros. O grande desafio da atualidade é movimentar uma nova economia para a região por meio de empreendedores e negócios sustentáveis, que geram renda e qualidade de vida para comunidades locais e ajudam a conservar a floresta. No contexto atual, esses empreendimentos perderam acesso aos mercados e praticamente interromperam suas atividades – já que não estavam preparados para o comércio online. O nosso maior objetivo na parceria com o Mercado Livre é abrir novos canais de comercialização e conectar um pouco mais os brasileiros com a floresta amazônica”, afirma Mariano Cenamo, coordenador do Programa de Aceleração  e Investimento de Impacto da PPA.

A previsão é de que, até o final do ano, pelo menos 20 empreendimentos façam parte da iniciativa e de que mais de mil famílias, de 60 comunidades locais, sejam beneficiadas com a ação.

Conheça o plano de ação emergencial

Com o isolamento ocasionado pela pandemia, o Programa da PPA se reorganizou e tem nesses meses como principal norte ajudar os negócios a se fortalecer e serem resilientes, seja intermediando a flexibilização de pagamentos e empréstimos, oferecendo soluções logísticas que facilitem a venda à distância, com parcerias que ampliem o alcance de seus produtos e mesmo ofertando capital para se manterem em funcionamento.  De acordo com Mariano Cenamo, as atividades previstas para o ciclo de aceleração de 2020 continuam, mas adaptadas a nova realidade.

O cronograma de aceleração da turma de 2020 também passou por ajustes, e encontros presenciais previamente agendados para os primeiros seis meses de 2020 foram provisoriamente remarcados para o segundo semestre, a depender do quadro futuro. O cronograma já previa atividades à distância, e com a pandemia, o número de webinars aumentou nesses meses.

“Pequenos negócios e startups correm mais risco durante a pandemia, principalmente aqueles no início de seu desenvolvimento. Entendemos que esse momento é de apoiar os negócios acelerados para que possam continuar gerando impacto socioambiental positivo, se recuperar e continuar sua jornada mais rapidamente no futuro”, disse Anna Toness, líder da equipe de meio ambiente da USAID, uma das organizações investidoras do programa.

Em junho, as mentorias à distância foram iniciadas, oferecidas de modo customizado, em acordo com as necessidades de cada negócio. Os 17 mentores, voluntários, foram selecionados dentre 106 inscritos e ajudarão os empreendedores em áreas como finanças, marketing, gestão, governança, desenvolvimento de produto, modelagem de negócio, estratégia comercial, e-commerce, dentre outras.

Também neste mês os negócios apoiados pelo Programa puderam se inscrever para acessar os recursos do fundo de capital de giro.

A SITAWI Finanças do Bem, que em março promoveu uma rodada de investimento para cinco negócios de impacto acelerados pelo Programa por meio da sua Plataforma de Empréstimo Coletivo, está dando suporte aos empreendedores para enfrentar este momento. Com apoio do Instituto Humanize e da USAID, fez um novo empréstimo de longo prazo aos negócios que participaram da rodada. Na prática, para os tomadores do crédito, é como se tivessem um período estendido de carência nos meses iniciais de pagamento do valor captado pela Plataforma.

“Cada investidor e parceiro da PPA teve que olhar para os recursos que tinha à mão e dar o melhor de si para apoiar os negócios de impacto, para que eles pudessem continuar firmes na sua missão. Foi uma ação muito coordenada entre os atores e financiadores em torno da PPA, para que a gente pudesse ter uma resposta muito rápida, que atendesse a demanda dos negócios e para que conseguíssemos apoiá-los. A preocupação da SITAWI sempre foi apoiar esses negócios, fortalecê-los e criar um instrumento financeiro com credibilidade para o mercado e para as pessoas que acreditaram nos negócios de impacto da Amazônia”, diz Andrea Resende, gerente de investimento de impacto da SITAWI.

São cinco as frentes do Plano de Ação do Programa para esse momento:

  1. Aumento de vendas e receitas, por meio de parcerias que potencializem comércio online, compras institucionais e campanhas;
  2. Programa de mentorias e rede de apoio, buscando qualificar os negócios em áreas como estratégia comercial, gerenciamento de crise, estruturação de negócios e desenvolvimento pessoal;
  3. Revisão de investimento, com flexibilização do cronograma de pagamentos de empréstimos revisão do plano de uso de recursos e remodelagem financeira para os próximos meses;
  4. Apoio à logística, com oferecimento de soluções de distribuição, parcerias com empresas de transporte e frete coletivo;
  5. Fundo emergencial de capital de giro, com aportes de R$ 10 mil a R$ 20 mil, como doação ou empréstimo a juro zero.

[:en]Partnership with Mercado Livre is a highlight in action plan for companies accelerated by PPA

 

By PPA Communication
Translated by Felipe Sá

 

The crisis and the need for social isolation brought about by the new coronavirus have fully impacted the businesses in the Amazon and, consequently, the communities involved in their productive chains. With the drop in sales, many of these entrepreneurs are in the process of reviewing schedules, planning and adapting to online commerce. The Partnership for the Amazon Platform’s (PPA) Business Accelerator and Impact Investing Program, along with supporters and partners, has moved to strengthen accelerated business.

One of the actions of this emergency plan is the partnership signed with Mercado Livre, e-commerce and financial technology platform from Latin America, which joins PPA to promote the online sale of Amazon biodiversity products on its platform. The initiative is part of the Mercado Livre’s sustainability strategy that, among other goals, seeks to train and support enterprises that already promote positive socio-environmental impacts, in addition to expanding the sale of sustainable products on the platform.

“We understand that e-commerce can be an alternative to the challenges of marketing and logistics in the region, and that encouraging these entrepreneurs contributes to income generation and forest conservation in the territory, in addition to supporting them in this delicate moment of a pandemic”, says Laura Motta, Mercado Livre’s Sustainability Manager.

“The Amazon offers incredible products, which are unknown to most Brazilians. The great challenge today is to stimulate a new economy for the region through entrepreneurs and sustainable businesses that generate income and quality of life for local communities and help conserve the forest. Under the current context, these enterprises have lost access to markets and practically interrupted their activities – since they were not prepared for online commerce. Our main goal in the partnership with Mercado Livre is to open new channels of trade and connect Brazilians a little more with the Amazon rainforest”, says Mariano Cenamo, coordinator of the PPA’s Business Accelerator and Impact Investing Program.

By the end of the year, at least 20 enterprises are expected to be part of the initiative and more than a thousand families from 60 local communities are expected to benefit from the action.

Get to know the emergency action plan

With the isolation due to the pandemic, the PPA Program has reorganized itself and in these months has as its main objective to help businesses to become stronger and more resilient, either by intermediating the flexibility of payments and loans, offering logistical solutions that facilitate remote sales, with partnerships that extend the reach of its products and even offering capital to keep them running. According to Mariano Cenamo, the activities planned for the 2020 acceleration cycle continue, but adapted to the new reality.

The schedule for the 2020 Business Accelerator Program class has also been adjusted. Previously scheduled presential meetings for the first six months of 2020 have been temporarily rescheduled for the second half, depending on what happens. The schedule already provided for remote activities, and with the pandemic, the number of webinars increased in these months.

“Small businesses and startups are at greater risk during the pandemic, especially those at the beginning of its development. We understand that this is a time to support the businesses being accelerated so they can continue to generate positive social and environmental impact, recover and continue their journey more quickly in the future”, said Anna Toness, environmental team leader at USAID, one of the program’s investing organizations.

In June, distance mentoring began, offered in a customized way, according to the needs of each business. The 17 mentors, volunteers, were selected from 106 applicants and will help entrepreneurs in areas such as finance, marketing, management, governance, product development, business modeling, commercial strategy, e-commerce, and others.

Also this month, businesses supported by the Program were able to sign up to access the working capital fund resources.

SITAWI, which in March promoted a round of investment for five businesses accelerated by the Program through its Plataforma de Empréstimo Coletivo (Collective Loan Platform, in English), is supporting entrepreneurs to face this moment. With support from the Humanize Institute and USAID, it made a new long-term loan to the businesses that participated in the round. In practice, for the borrowers, it is as if they had an extended grace period in the initial months of payment of the amount raised by the Platform.

“Each investor and partner of PPA had to look at the resources at hand and give their best to support the impact business, so that they could stay committed to their mission. It was a very coordinated action among the actors and funders involved with PPA, so that we could have a very quick response, to meet the demand of the businesses and to be able to support them. SITAWI’s concern has always been to support these businesses, to strengthen them and to create a financial instrument with credibility for the market and for the people who believed in the impact businesses of the Amazon”, says Andrea Resende, SITAWI’s impact investment manager.

The Program’s Action Plan acts on five different areas at this moment:

  1. Sales and revenue increase through partnerships that leverage online commerce, institutional purchasing and campaigns;
  2. Mentoring program and support network, seeking to qualify businesses in areas such as commercial strategy, crisis management, business structuring and personal development;
  3. Investment review, with easing of loan repayment schedule, review of resource use plan and financial remodeling for the coming months;
  4. Logistics support, offering distribution solutions, partnerships with transportation and collective freight companies;
  5. Emergency working capital fund, with contributions of R$ 10,000 to R$ 20,000, as a donation or loan at zero interest.

[:]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *