Sistema Agroflorestal completa um ano em Apui e ja produz frutos

sistema-agroflorestal-apui-antes

Por Priscila Rabassa

A Unidade Demonstrativa de Sistema Agroflorestal (SAF) do Idesam, em Apui, completou um ano de implantacao. Os SAFs tem se apresentado como um meio acessivel e sustentavel para a agropecuaria, pois sao formas de cultivos que combinam, na mesma area, arvores e arbustos com cultivos agricolas e/ou com animais, promovendo beneficios economicos e ecologicos.

Localizado na vicinal Novo Aripuana Km 02, o SAF foi criado com a meta de ser um espaco para realizar um estudo comparativo entre diferentes especies em consorcio com o cafe e o guarana, considerados especies prioritarias economicamente na regiao.

Na primeira etapa do projeto foram implantadas 20 especies diferentes, totalizando 4.830 mudas e 50 kg de sementes, entre anuais, plurianuais, madeireiras e de servico, em cinco tipos de tratamentos, tendo como base as culturas de cafe e guarana em sistema agroflorestal e a pleno sol. As especies foram plantadas em linhas, por meio de mudas e sementes adquiridas no Viveiro Santa Luzia, parceiro do Idesam. Durante o plantio, os tecnicos buscaram cobrir ao maximo o solo para minimizar os custos com mao-de-obra, capina e rocagem.

A unidade experimental e acompanhada mensalmente pela equipe tecnica do Idesam que procura evidenciar a produtividade entre os sistemas sombreados e os nao sombreados, e qual deles apresenta melhor desenvolvimento.

sistema-agroflorestal-apui-comparativo

De acordo com Aparecida Sardinha, pesquisadora do Idesam, o monitoramento, que sera realizado durante quatro anos, e importante para obter informacoes sobre sobrevivencia, crescimento e produtividade das plantas, bem como os custos de implantacao e manutencao.

“Nesta fase inicial e necessario constante manutencao para nao haver prejuizo no desenvolvimento das especies prioritarias, pois sao essas as especies que irao produzir, a medio e longo prazo, o maior incremento na renda do produtor. Alem disso, a vantagem e que, a medida que o sistema vai evoluindo, as praticas e os gastos vao diminuindo tambem”, afirma.

Um dos grandes beneficios economicos do SAF e oferecer diversidade de produtos, gerando fonte de renda extra para o produtor ao mesmo tempo que contribui para minimizar os prejuizos com a quebra de algumas safras.

Assim, quanto maior a diversidade de especies implantadas neste sistema, maior sera a distribuicao de trabalho no campo durante todo o ano, contribuindo tambem para reduzir a taxa do exodo rural.

Neste primeiro ano de implantacao ja foi possivel realizar a colheita de feijao de porco e feijao guandu, crotalaria e macaxeira. No primeiro semestre deste segundo ano a perspectiva e colher maracuja e banana, alem do feijao de porco – replantado com o objetivo de producao de semente, cobertura do solo e fixacao de nitrogenio.

Para o terceiro ano, a previsao e colher o guarana, que tem a producao esperada de 310 kg na primeira safra e a producao constante de cerca de 950 kg/ano a partir da terceira safra. Em relacao ao cafe, a expectativa e colher 20 sacas a partir do terceiro ano e alcancar uma producao de 25 sacas/ano a partir do quinto ano.

Ate o momento, os valores arrecadados com a comercializacao dos produtos sao utilizados para pagar mao-de-obra para a manutencao, e os maiores custos estao relacionados ao controle de matocompeticao, rocagem e coroamento.

“A principio temos como objetivo gerar estudos, onde os resultados serao utilizados para compor uma analise de viabilidade economica do sistema para aumentar a eficiencia dos futuros SAFs que serao implantados em Apui”, comenta Aparecida.

Alem de pesquisas, no local sao realizados dias de campo com alunos de cursos tecnicos de Apui e encontros com produtores de cafe, sempre buscando a troca de conhecimento, onde todos possam aprender e ensinar.

More in this video: Reflective Essay

Posts relacionados