Idesam e Centro de Sementes estudam germinação de espécies amazônicas

parceria-sementes-csnam-idesam-vsl

Por Priscila Rabassa

Em janeiro de 2015, o Idesam iniciou uma nova etapa na análise de sementes de espécies nativas florestais coletadas em Apuí. A ação é realizada em parceria com o Centro de Sementes Nativas do Amazonas (CSNAM), unidade suplementar da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) que realiza pesquisas, produção, análise e armazenamento de sementes nativas da Amazônia.

O convênio – iniciado em 2011, com a implantação do projeto Semeando Sustentabilidade em Apuí – prevê a coleta de sementes nativas da Amazônia, coletadas no município de Apuí, localizado no sul do estado – onde são desenvolvidos os projetos Semeando Sustentabilidade em Apuí e Café em Agrofloresta – e o envio do material para o laboratório do centro de sementes, que verificará o potencial de germinação das mesmas.

Segundo o coordenador do CSNAM, professor Manuel de Lima Junior, a parceria é importante para gerar novos estudos que possam contribuir para a preservação do meio ambiente e para a geração de renda.

“Sua importância se dá pela avaliação da qualidade das sementes, que é uma etapa importante para a sua comercialização. Para as sementes de espécies florestais, é uma garantia de produzir mudas que apresentarão melhor desempenho quando plantadas em áreas degradadas”, comenta.

Para Dalcir Saatkamp, proprietário do Viveiro Santa Luzia, instituição que armazena e comercializa sementes e mudas em Apuí, outro benefício do convênio é que, através da análise das sementes, o CSNAM poderá credenciar os seus lotes.

“Nós fazemos a coleta e enviamos para o Centro de Sementes Nativas da Amazônia para que eles possam atestar o potencial de germinação e a viabilidade das sementes, depois disso é gerado um laudo técnico de germinação, comprovando a importância do produto, o que dá mais seriedade e confiança ao consumir na hora da compra”, afirma.

Para comercializar sementes e mudas no Brasil é preciso ser credenciado pelo Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa), por meio do Sistema Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem). O credenciamento é fundamental para garantir a qualidade do produto, já que atua em todas as etapas de produção, beneficiamento e comercialização.

Posts relacionados