Hidrelétricas na Amazônia: projetos duvidosos para investidores e para o clima