DOE AGORA

Prêmio anuncia as melhores ONGs do Brasil em 2023; confira a lista em primeira mão

Prêmio anuncia as melhores ONGs do Brasil em 2023; confira a lista em primeira mão

Premiação revela 100 organizações reconhecidas por suas boas práticas em quesitos como governança, transparência, comunicação e financiamento; entre nomes estão diversas ONGs que atuam na área socioambiental

Data: 27.20.2023
Veículo: Um Só Planeta
Autor: Redação, do Um Só Planeta
Foto: Getty images

Em sua sétima edição, o Prêmio Melhores ONGs — realizado pelo Instituto O Mundo que Queremos (IOMQQ) e pelo Instituto Doar, com o patrocínio da Ambev VOA e apoio do Instituto Humanize, Prosas e Toyota do Brasil — divulgou nesta sexta-feira (27) os nomes dos vencedores de 2023. Na lista, estão 100 organizações que foram reconhecidas por suas boas práticas em quesitos como governança, transparência, comunicação e financiamento.

“Quando criamos o Melhores, nosso objetivo era incentivar a cultura de doação no Brasil. Com o passar dos anos, virou algo maior que isso. Hoje, já temos a certeza de que estar na lista das melhores pode mudar a história de uma organização”, afirma Cássia Christe, diretora do IOMQQ.

Entre as escolhidas pela premiação neste ano estão diversas ONGs que trabalham com temática socioambiental, como por exemplo a Associação Ambientalista Copaíba — que atua em 19 municípios da região leste do Estado de São Paulo e no sul de Minas Gerais com projetos e programas de restauração ecológica, produção de mudas nativas, iniciativas de educação ambiental e participação em políticas públicas —, Grupo Dispersores — que busca preservar e restaurar áreas degradadas na região da Serra da Mantiqueira (Mata Atlântica) —, Instituto Igarapé — think and do tank independente que desenvolve pesquisas, soluções e parcerias para impactar políticas e práticas públicas e corporativas para a superação dos principais desafios globais — e o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM), que atua junto a produtores rurais, comunidades tradicionais, ribeirinhas e indígenas no bioma amazônico.

Confira o material completo AQUI.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relacionados