O resgate do cinema de rua

cine-apui-primeira-edicao

Priscila Rabassa, do setor de Comunicação do Idesam

No início de fevereiro tive a felicidade de fazer parte de um momento histórico em Apuí. A chegada do cinema de rua!

Localizado no sul do estado do Amazonas, o município nunca teve uma sala de cinema, nem mesmo um espaço simples onde as pessoas pudessem se divertir e sonhar, como só o cinema consegue proporcionar.

Como as opções de lazer e cultura também são bem limitadas na cidade, eu e meu colega de trabalho, Vitor Coluna, tivemos a ideia de promover um cinema de rua. A proposta do projeto, intitulado “Cine Apuí”, consiste na exibição de filmes que tragam reflexão, conhecimento e diversão, de forma gratuita, para toda a comunidade.

O Cine Apuí será itinerante e cada edição, que será trimestral, acontecerá em pontos diferentes da cidade como, por exemplo, nas escolas, ginásios e praças, já que historicamente são espaços comumente definidos como o lugar de encontro e de sociabilidade. Dessa forma, incentivaremos o uso, por parte da população, aos espaços públicos, ao mesmo tempo em que será trabalhado a educação e o cuidado com os lugares que fomentam a cultura e que devem ser preservados.

O lançamento, que reuniu famílias e pessoas de todas as idades, aconteceu na noite de domingo, 1° de fevereiro, na Praça de Alimentação do Parque de Exposições com a exibição da comédia “Colegas”, dirigido e roteirizado por Marcelo Galvão.

O longa-metragem brasileiro venceu inúmeros prêmios em importantes festivais de cinema no Brasil  ̶  como o Festival de Gramado e a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo ̶ e também no exterior, em festivais nos Estados Unidos, Canadá, Rússia, Itália, Portugal e Chile. É também o primeiro filme brasileiro protagonizado por atores com síndrome de Down, tendo como personagens principais Ariel Goldenberg, Rita Pokk e Breno Viola. O elenco é genial e divertidíssimo.

Se depender da vontade do grupo do Idesam, que contribuiu muito para que essa primeira edição acontecesse, assim como a participação fundamental da população, o Cine Apuí não será apenas um local para ver filmes, mas sim um espaço dedicado à troca de conhecimento, de encontros e de coletividade.

O cinema é importante para o nosso desenvolvimento, pois promove debates, faz a as pessoas refletirem e, muitas vezes, avaliarem sua opinião sobre determinados assuntos. Ele nos mostra a alegria de sonhar e correr atrás desses sonhos, pois o cinema não tem fronteiras nem limites, é simplesmente a arte imitando a vida.

Posts relacionados

Deixe um comentário