DOE AGORA

Povos, comunidades tradicionais e agricultores familiares estão ameaçados

Povos, comunidades tradicionais e agricultores familiares estão ameaçados

Por Diego Oliveira Brandão, biólogo
Foto: Divulgação

 

O artigo sobre meio ambiente na Constituição da República Federativa do Brasil expõe o seguinte: Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

Porém, os povos, comunidades tradicionais e agricultores familiares que dependem da floresta na Amazônia estão com seus direitos ameaçados por atividades humanas ligadas ao desmatamento, a degradação florestal e as mudanças climáticas. As mudanças no meio ambiente são ameaças  porque reduzem a distribuição geográfica e a produtividade de plantas empregadas na subsistência de pessoas que dependem da floresta na Amazônia.

O desmatamento anual médio tem sido de 16.000 km2, sendo a forma mais abrupta de perda de biodiversidade na Amazônia. A degradação florestal tem ocorrido em uma área ainda maior do que a área desmatada anualmente, sendo associada principalmente com incêndios florestais, efeito de borda e corte seletivo de árvores.

As mudanças climáticas tais como o aumento da temperatura e do déficit de pressão de vapor na atmosfera reduzem o fluxo de seiva e a produtividade vegetal, aumentando de forma significativa a mortalidade da vegetação. Portanto, a eliminação do desmatamento e a recuperação da vegetação nativa são medidas essenciais e urgentes para reduzir os impactos negativos das atividades humanas na vegetação e comunidades dependentes da floresta na Amazônia.

 

Referências adicionais:

Brandão, D.O. Mudanças climáticas e seus impactos sobre os produtos florestais não madeireiros na Amazônia. In: SIMPÓSIO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SISTEMA TERRESTRE, 10. (SPGCST), 2021, SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Anais. 2 São José dos Campos: INPE, 2021. On-line. ISBN 978-65-00-33306-0. IBI: <8JMKD3MGPDW34P/45U3UDP>. Disponível em: <http://urlib.net/ibi/8JMKD3MGPDW34P/45U3UDP>

Brandão, D.O.; Barata, L.E.S.; Nobre, C.A. The Effects of Environmental Changes on Plant Species and Forest Dependent Communities in the Amazon Region. Forests 2022, 13, 466. https://doi.org/10.3390/f13030466
Brandão, D.O.; Barata, L.E.S.; Nobre, I.; Nobre, C.A. The effects of Amazon deforestation on non-timber forest products. Reg Environ Change 21, 122 (2021). https://doi.org/10.1007/s10113-021-01836-5 Brasil (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso em 26
mai. 2022.

Conselho Regional de Biologia (CRBio 01). Biólogo de SP publica artigo em periódico internacional sobre impacto das mudanças ambientais em espécies amazônicas. Disponível em https://www.crbio01.gov.br/imprensa/em-pauta?pauta=1248 acesso em 07 abr. 2022. Conselho Regional de Biologia (CRBio 06). Biólogo DIEGO OLIVEIRA BRANDÃO lança artigo sobre efeitos do desmatamento na Amazônia em produtos florestais não madeireiros. Disponível em: https://www.crbio06.gov.br/index.php/comunicacao/noticias-2/1302-biologo-diego-oliveira-brandao-lanca-artigo-sobre-efeitos-do-desmatamento-na-amazonia-em-produtos-florestais-nao-madeireiros Acesso em 23 dez. 2021.

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Artigo discute os efeitos das mudanças ambientais nas espécies vegetais e comunidades dependentes da floresta na Região Amazônica. Disponível em http://www.ccst.inpe.br/artigo-discute-os-efeitos-das-mudancas-ambientais-nas-especies-vegetais-e-comunidades-dependentes-da-floresta-na-regiao-amazonica/ Acesso em 27 mar. 2022.

WordPress Lightbox Plugin