Produtores receberão mudas para plantio em áreas de cafezal

reuniao-produtores-apui

Por Priscila Rabassa

Nos dias 21 e 22 de novembro, o Idesam realizou mais um encontro com os produtores cadastrados no Projeto Café. O objetivo foi determinar a data de entrega das mudas de espécies florestais cedidas pelo Viveiro Santa Luzia aos beneficiados. O evento foi realizado envolvendo os produtores rurais dos setores de Três Estados e Coruja.

Nesta etapa do projeto, serão distribuídas, para cada produtor, 90 mudas de diversas espécies, como ingá e gliricídia, que serão plantadas nas áreas dos cafezais até o final do ano. Além das mudas, o Idesam também distribuirá calcário para a correção dos solos, armadilhas para controle das brocas e adubo verde.

>> Idesam viabiliza 135 toneladas de calcário para produtores de Apuí

Para o engenheiro agrônomo e pesquisador do projeto, Vinícius Figueiredo, o consórcio do café com espécies florestais pode ser considerado de grande interesse social para a região.

“Os sistemas agroflorestais geram o sombreamento do cafezal, alterando o microclima local, tornando o ambiente mais úmido e com menor luminosidade, fatores que aumentam a produtividade e qualidade do grão, o que agrega valor ao produto e diversifica a produtividade da lavoura”, explica.

Além disso, o pesquisador afirma que o sistema pode contribuir para o aumento da renda do produtor, principalmente na época de entressafra do café, além de ser ecológico, uma vez que mantém parte da biodiversidade conservada, enriquece o solo e diminui a pressão sobre o desmatamento.

A próxima fase do Projeto Café envolve atividades como o monitoramento dos consórcios agroflorestais, novos cursos de capacitação para os produtores e a construção de terreiros suspensos para a secagem dos grãos após a colheita.

Posts relacionados

Deixe um comentário