Professores validam cartilha de Educação Ambiental para Apuí

18 de outubro de 2012

Em novembro, o IDESAM, em parceria com as Secretarias municipais primeprom dresses shop de Educação (Semed) e Meio Ambiente (Semma) de Apuí, lança Ball Gown Prom Dresses sale a primeira cartilha de Educação Ambiental do município, que poderá ser utilizada pelos gestores escolares e professores para orientar o conteúdo ambiental dentro de sala de aula. A publicação é resultado do projeto Semeando Sustentabilidade em Apuí, iniciado em 2011 e que tem a Educação Ambiental como uma das principais linhas de atuação.

A cartilha foi elaborada de forma dinâmica, com o IDESAM sendo o agente de conexão entre Semma e Semed. Ela sintetiza todas as iniciativas de transformação socioambiental ocorridas em Apuí desde 2009 e será formada por quatro partes: o histórico de colonização do município na visão dos moradores locais; o Projeto Político Pedagógico direcionado para a realidade local; um panorama dos projetos de Educação Ambiental desenvolvidos em Apuí entre 2009 e 2011 e novas metodologias para fortalecer a transmissão da mensagem nas disciplinas escolares ao longo do ano letivo.

De acordo com o pesquisador Diego Brandão, do IDESAM, Apuí se destaca pela quantidade e qualidade dos projetos de Educação Ambiental desenvolvidos desde 2009. Mas, por motivos que vão desde mudanças na administração até prom dresses online shop a falta de recursos financeiros, os resultados alcançados até agora correm o risco de serem interrompidos. “A participação dos gestores escolares e professores nos projetos Ball Gown Wedding Dresses sale de Educação Ambiental é essencial para consolidar essa transformação”, explica, confirmando a necessidade da cartilha no processo.

Oficina de Validação da Cartilha Ambiental de Apuí

Antes de ser finalizada, a cartilha foi validada pelos gestores e professores das escolas do município em um evento realizado nos dias 21, 24, 25 e 26 de setembro. “Para isso realizamos um encontro, onde abordamos os quatro elementos principais da cartilha, através de uma roda de conversas baseada em metodologias dinâmicas de apresentação/discussão/valida-ção”, destaca Brandão.

A oficina aconteceu em três etapas: Na primeira, iniciada em agosto de2012, a primeira versão final da cartilha foi encaminhada para Semma e Semed, que fizeram suas contribuições. No segundo momento, houve uma oficina presencial de validação, realizada no dia 21 de setembro; nessa etapa a cartilha foi apresentada para colaboradores, professores e gestores convidados pela Semed. A última etapa aconteceu logo após a oficina presencial, através de conversas e a aplicação de questionário de avaliação e encaminhamentos.

Entre os encaminhamentos da oficina estão um curso de capacitação para 100% dos professores de Apuí e a elaboração do PPP de forma integrada e apoiada pela cartilha. Inicialmente, o projeto previa capacitação para apenas alguns professores. No entanto, os participantes indicaram a necessidade de uma capacitação para 100% dos professores para o sucesso da iniciativa.

Clique aqui e confira o relato completo da oficina de validação

Compartilhe esta notícia

Posts relacionados

Deixe um comentário