Projeto ATES realiza oficinas de aproveitamento de alimentos

Por Izamir Barbosa – 

Através do Projeto ATES, o Idesam realizou –  entre os dias 12 e 14 de janeiro –  a oficina “Aproveitamento Integral e Qualidade dos Alimentos Regionais” na comunidade Lindo Amanhecer, localizada no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Cueiras Anavilhanas . A ação aconteceu na escola do PDS e contou com a presença de 17 assentadas.

Com atividades teóricas e práticas, o curso objetivou apresentar técnicas alternativas para aprimorar a fabricação e aproveitamento de alimentos a partir da oferta local de matérias primas da região, garantindo assim a qualidade nutricional e microbiológica do que for produzido para uso doméstico e escolar dos comunitários.

Para a técnica extensionista do projeto, Ana Carolina Bastida, os benefícios da oficina serão recorrentes à comunidade:

“Além do importante discurso do aproveitamento integral e valorização dos alimentos, prática que evita desperdício, esperamos que, além de gerar renda, estas novas receitas façam parte do cardápio diário das famílias, melhorando a qualidade da alimentação”, afirma.

As participantes foram instruídas com noções básicas de manuseio de alimentos, utensílios culinários, assim como higiene pessoal na cozinha; atividades em grupo também ocorreram para estimular e sensibilizar o trabalho em equipe na comunidade. Entre tais atividades, estavam a produção de refrigerantes naturais, sobremesas e elaboração de pratos novos com frutas e verduras provenientes das produções das próprias assentadas, as quais fizeram receitas com frutas desde acerola a verduras como pepino.

As comunitárias propuseram a construção de um clube de mães para fabricação e comercialização de alimentos regionais dentro do Lindo Amanhecer; elas desejam ter uma presença mais significante em feiras, eventos e turismo da comunidade.

“Apresentar novos meios de geração de renda para as mulheres, sobretudo na área rural, é muito importante para que elas alcancem um empoderamento econômico e social na região. O curso de alimentos contribuiu trazendo uma alternativa para mulheres que dependem quase exclusivamente de auxílios do governo”, finaliza.

O Idesam irá realizar um novo módulo da oficina no fim de fevereiro, na mesma comunidade. O objetivo da próxima etapa é o aperfeiçoamento da fabricação de doces com as frutas da região.

Oficinas com as mesmas programações foram realizadas no Projeto de Assentamento (PA) Tarumã Mirim, localizado na zona rural de Manaus e no PA Uatumã, no município de São Sebastião do Uatumã, oeste do Amazonas.

Projeto ATES – A ação integra a agenda de trabalho do Idesam no Programa de Assessoria Técnica, Social e Ambiental à Reforma Agrária (ATES), desenvolvido pelo Incra. As atividades de assistência técnica realizadas pelo Idesam estão divididas em dois lotes (como são chamados os conjuntos de assentamentos definidos pelo Incra durante chamada pública). O lote 01 comporta assentamentos em Apuí, Novo Aripuanã e Manicoré, enquanto o lote 11 é formado por áreas em Manaus e Presidente Figueiredo.

Posts relacionados

Deixe um comentário