Termo de cooperação fortalece trabalho em Presidente Figueiredo

assistencia-tecnica-presidente-figueiredo

Por Comunicação Idesam

A atuação do Idesam no município de Presidente Figueiredo teve início em agosto de 2014, a partir de uma chamada pública do Incra para assessoria técnica em assentamentos da reforma agrária. Com pouco mais de um ano de trabalho, a experiência em campo mostra que há espaço – e, principalmente, a necessidade – para uma atuação mais profunda e abrangente.

Essa foi a tônica de uma reunião realizada no último dia 19 entre representantes da prefeitura local e Idesam. O encontro teve a presença do secretário de governo de Presidente Figueiredo, José Altamir Barroso Cordeiro, e dos secretários municipais de Turismo, Produção Rural e Comunicação. Representando o Idesam, participaram o diretor executivo da organização, Carlos Gabriel Koury, e o gerente do Programa Manejo Florestal, André Vianna, que coordena as ações de ATES no município.

Durante o encontro, foram apresentados os resultados da assistência técnica realizada, buscando planejar e alinhar futuras ações entre a organização e a prefeitura.

Como resultado, será assinado um termo de cooperação “guarda-chuva”, envolvendo todas as secretarias municipais e a organização. Esse tipo de convênio é utilizado para manifestação de interesse em atividade em comum e cooperação mútua.

Vianna destaca que a assinatura do termo, que deve ocorrer ainda em fevereiro de 2016, é uma importante etapa de um contínuo trabalho, iniciado em 2014. “Em parceria com a Secretaria de Saúde, o Idesam já realizou mais de cinco palestras sobre prevenção de doenças, entre outras ações que vem contribuindo para evitar uma epidemia de leishmaniose no município”, ressalta.

O apoio às cadeias produtivas locais também é um dos destaques entre as atividades. Desde fevereiro de 2015, os assentados dos quatro projetos assistidos estão recebendo suporte para participação em feiras e eventos.

“A equipe técnica do Idesam está realizando um intenso trabalho não somente no apoio logístico, mas também na melhoria e diversificação dos ‘pontos de venda’ dos produtos de origem agroextrativista e familiar”, destaca.

Conforme Koury, esse tipo de parceria com o executivo local representa não somente o reconhecimento do trabalho realizado, como também a possibilidade de potencializar os resultados das próximas ações, gerando cada vez mais benefícios para a população. “A integração das agendas tem promovido melhores resultados e de modo mais eficiente”,  enfatiza o diretor.

Projeto ATES – A ação integra a agenda de trabalho do Idesam no Programa de Assessoria Técnica, Social e Ambiental à Reforma Agrária (ATES), desenvolvido pelo Incra (Instituto de Colonização e Reforma Agrária). As atividades de assistência técnica realizadas pelo Idesam estão divididas em dois lotes (como são chamados os conjuntos de assentamentos definidos pelo Incra durante chamada pública).  O Lote 1 comporta assentamentos em Apuí, Novo Aripuanã e Manicoré, enquanto o 11 é formado por Manaus e Presidente Figueiredo.

Posts relacionados

Deixe um comentário