(Português do Brasil) Evento ‘Tamboreando Cultura’ reúne manifestações culturais de Maués

tamboreando-cultura-agm

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

1° Encontro do Projeto ‘Tamboreando cultura nas águas e florestas da origem do guaraná’, do Grupo de Trabalho de Produção Sociocultural da Aliança Guaraná de Maués.

 

Comunicação Idesam

 

Nesse final de semana, 16 a 18 de março de 2018, ocorreu a primeira ação efetiva do Grupo de Trabalho (GT) de Produção Sociocultural da Aliança Guaraná de Maués, sendo o primeiro intercâmbio entres mestres e mestras do gambá e outras manifestações tradicionais de Maués (AM) na comunidade São José do Paricá, que se encontra no Rio Paricá afluente do Rio Urupadi.

A manifestação Gambazeira integra um conjunto de práticas seculares da expressão cultural local, que originaram do processo de fusão das culturas europeias, africanas e indígenas no decorrer da colonização do Brasil na região, gerando um conjunto de rituais que acompanham os cantos entoados ao som de instrumentos musicais rústicos como o gambá (tambor de tronco oco com couro em uma extremidade), tamborinho, caracaxá e outros, confeccionados e tocados por grupos de anciões sobre a realidade ribeirinha na terra do guaraná, exercendo a função de mestres gambazeiros, sendo Maués um dos últimos redutos do Gambá.

O evento no geral foi para celebrar São José, o padroeiro da comunidade, feita do modo antigo que já não era feito há décadas, com todos os rituais de chegada dos barcos e representação geral na igreja com as ladainhas e rezos pelos mestres, sendo uma festa de muita união e felicidade entre todos os presentes, como disse uma das lideranças da comunidade Adeilson de Souza, o ‘Dedeco’.

O evento foi uma iniciativa da própria comunidade com apoio da Aliança Guaraná de Maués, pelo GT de Produção Sociocultural com seus membros e parceiros como o Ponto Cultuam, os grupos Pingo de Luz, Caminhando com Jesus, Tambores da Floresta, Ambev, Usaid, IDESAM, Mama Ekos, IFAM e outros presentes, com mais de 10 mestres da região e mais de 8 comunidades.

O objetivo principal do encontro é fortalecer, valorizar e disseminar a cultura popular do município de Maués. As manifestações culturais tradicionais sofrem grande pressão dos agentes externos, presentes nos meios de comunicação massificados; as poucas que resistem, ficam restritas a pequenos grupos e se apresentam de forma isolada. É uma grande perda de conhecimento e identidade local.

“Contrapondo a essa realidade, os encontros promovem intercâmbios entre os atuais adormecidos mestres e mestras, valorizando e revivendo a cultura, disseminando o conhecimento às crianças e jovens, na forma de brincadeiras e rodas de trocas de saberes”, explica Eric Brosler, coordenador local da Aliança.

Related Posts

Leave a comment