Campo Sustentável lança guia com resultados positivos em fazendas no Tocantins

content image
Campo Sustentável lança guia com resultados positivos em fazendas no Tocantins

[:pt]O guia mostra os resultados de um processo de mapeamento feito em 105 propriedades de 14 municípios

 

Por Comunicação Idesam
Foto: Divulgação

 

Alinhado aos objetivos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Tocantins tem buscado estratégias capazes de unir a produção rural sustentável com a conservação de florestas. Em parceria com o Idesam, o Estado incentivou a implantação de sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) em fazendas mapeadas por meio do ‘Campo Sustentável’. A iniciativa já registrou diversos benefícios, como o ganho de peso mais rápido do gado e uma geração de renda extra com o mercado de silagem e produção de grãos.

Esses e outros resultados podem ser encontrados no Guia de Experiências com Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta no Estado do Tocantins, produzido pelo Idesam e que traz resultados do trabalho nas propriedades que utilizam esta modalidade. O guia mostra os resultados resumidos de um processo de mapeamento que foi feito em 105 propriedades do estado, distribuídos em 14 municípios.

“O modelo ILPF permite unir a produção da pecuária com culturas de lavoura e espécies de manejo florestal, através de práticas que permitem a restauração de pastagens degradadas e aumento da produtividade para o pequeno e médio produtor. Além do ganho de peso do gado em época de seca, com o modelo é possível perceber outros benefícios, como a redução de despesas com a compra de ração e estacas e uma nova renda extra com venda de eucaliptos”, destaca o gerente de Mudanças Climáticas e Serviços Ambientais do Idesam, Pedro Soares.

Entre 2019 e 2020, o Campo Sustentável realizou a implantação e monitoramento de 72,5 hectares de sistemas de ILPF em três propriedades rurais do Tocantins, além da construção e melhorias em viveiros de mudas de escolas agrícolas familiares do Estado.

Aline Kehrle, proprietária da Fazenda Guará, uma das localidades escolhidas para receber o modelo ILPF,  frisa que “as árvores ainda estão em crescimento”, mas que ela espera daqui a alguns anos colher os frutos, tanto pela venda das castanhas quanto para o ecossistema. “Fora os benefícios diretamente ligados a produtividade, também vale lembrar o bem que esse trabalho proporciona ao nosso estado de espírito, afinal, transformar uma área degradada em produtiva usando técnicas de vanguarda, nos motiva bastante”, afirmou.

O Campo Sustentável é coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), em parceria com o Idesam, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Força-Tarefa dos Governadores para Clima e Florestas (GCF) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

A coordenadora do programa pela Semarh, Thaiana Brunes, destaca a importância da atuação do Campo Sustentável dentro desses ambientes. “Esses estudantes vão sair da escola com outra visão sobre o meio ambiente e levarão esse aprendizado para as famílias e para os locais de trabalho, principalmente porque a maioria são produtores rurais. O projeto teve um papel fundamental nessa parte social e conseguiu atender um número significativo de alunos”, pontuou.

As atividades começaram a ser desenvolvidas em 2018 na Fazenda Guará, localizada na zona rural do município Aliança do Tocantins, e posteriormente atendeu as Fazendas Laço de Ouro e Dois Irmãos, localizadas respectivamente nos municípios de Almas e Pium. Também foram atendidas pelo projeto escolas agrícolas nos municípios de São Salvador, Colinas, Esperantina, Porto Nacional e Arraias.[:en]The guide shows the results of a mapping process done on 105 properties in 14 municipalities

 

By Idesam
Translated by Felipe Sá
Photo: Disclosure

 

In harmony with the goals of the United Nations Development Programme (UNDP), the state of Tocantins has sought strategies capable of uniting sustainable rural production with forest conservation. In partnership with Idesam, the state has encouraged the implementation of Crop-Livestock-Forestry Integration (ILPF, in Portuguese) systems in farms mapped through the Campo Sustentável (Sustainable Field, in English) Program. The initiative has already registered several benefits, such as faster weight gain of cattle and an extra income generation with the silage and grain production market.

These and other results can be found in the Guide of Experiences with Crop-Livestock-Forestry Integration Systems in the state of Tocantins (available in Portuguese here), produced by Idesam and that brings results of the work in the properties that use this model. The guide shows the summarized results of a mapping process that was done in 105 properties in the state, distributed in 14 municipalities.

“The ILPF model allows the linking of livestock production with crops and forest management species, through practices that enable the restoration of degraded pastures and increased productivity for small and medium producers. In addition to the weight gain of cattle during the dry season, with the model it is possible to perceive other benefits, such as reduced expenses with the purchase of feed and cuttings and a new extra income with the sale of eucalyptus”, highlights Idesam’s Climate Change and Environmental Services Manager, Pedro Soares.

Between 2019 and 2020, the Campo Sustentável Program conducted the implementation and monitoring of 72.5 hectares of ILPF systems in three rural properties in Tocantins, in addition to the construction and improvement of seedling nurseries for family agricultural schools in the state.

Aline Kehrle, owner of Fazenda Guará, one of the locations chosen to receive the ILPF model, stresses that “the trees are still growing”, but that she hopes to see the results in a few years, both for the sale of the chestnuts and for the ecosystem. “Apart from the benefits directly linked to productivity, it is also worth remembering the good that this work provides to our state of mind, after all, transforming a degraded area into productive using cutting-edge techniques, motivates us a lot”, she said.

The Campo Sustentável Program is coordinated by the Secretariat of Environment and Water Resources (SEMARH) of Tocantins, in partnership with Idesam, EMBRAPA (the Brazilian Agricultural Research Corporation), the Governors’ Climate and Forests Task Force (GCF-TF) and the United Nations Development Programme (UNDP).

Thaiana Brunes, program coordinator at SEMARH, highlights the importance of the Program’s performance within these environments. “These students will leave school with another vision of the environment and will take this learning to their families and work places, mainly because most of them are farmers. The project played a fundamental role in this social part and was able to attend a significant number of students”, she pointed out.

The activities started to be developed in 2018 at Guará Farm, located in the rural area of Aliança do Tocantins municipality, and later served the Laço de Ouro and Dois Irmãos Farms, located respectively in the municipalities of Almas and Pium. The agricultural schools in the municipalities of São Salvador, Colinas, Esperantina, Porto Nacional and Arraias were also supported by the project.[:]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *