Climate Ventures compensa emissões de CO₂ por meio do Programa Carbono Neutro

SAF-Aldemir-carbono neutro (2)

A Climate Ventures é uma plataforma de inovação multissetorial com o propósito de acelerar uma economia regenerativa e de baixo carbono

 

Por Comunicação Idesam
Foto: Arquivo Idesam/Rodrigo Duarte

 

O Programa Carbono Neutro Idesam acaba de fechar uma parceria com a Climate Ventures, para neutralizar as emissões de CO₂ de todos os encontros realizados no ano de 2018 pela plataforma, por meio do plantio de mudas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã.  O contrato prevê que o equivalente a 50,3 toneladas de carbono emitidas no meio ambiente sejam compensadas.

A Climate Ventures é uma plataforma de inovação multissetorial com o propósito de acelerar uma economia regenerativa e de baixo carbono no Brasil, articulando lideranças das esferas de clima, tecnologia e negócios. Entre outras frentes, uma das estratégias da plataforma é promover uma conexão com empreendedores e startups que têm o potencial de transformar o paradigma de como os negócios são feitos atualmente.

“A Climate Ventures abraçou o imenso desafio de acelerar uma economia de baixo carbono no Brasil. Por isso, nada mais natural do que compensar as emissões das nossas operações anuais. Fazer isso em parceria com o Idesam, sabendo que estamos contribuindo com o reflorestamento da Amazônia e gerando renda para as populações locais, é um imenso prazer”, ressalta Daniel Contrucci, diretor da Climate Ventures.

As emissões de carbono neutralizadas compreendem toda a parte logística e de consumo de energia elétrica dos encontros da plataforma realizados em 2018. O plantio das 185 árvores irá acontecer em 2019, com o reflorestamento de uma área de 1,8 mil metros quadrados na RDS do Uatumã.

O modelo de plantio utilizado desde 2010 pelo Programa Carbono Neutro Idesam – chamado Sistema Agroflorestal (SAF) – é uma forma de uso da terra que combina espécies arbóreas (frutíferas e/ou madeireiras) e cultivos agrícolas: os dois elementos interagem ecologicamente e se complementam, otimizando a produção do agricultor, permitindo a diversificação da produção e o uso mais eficiente dos recursos naturais.

Posts relacionados

Deixe um comentário