Com mais produtores apoiados, Aliança Guaraná de Maués ajuda a incrementar renda de agricultores

content image
Com mais produtores apoiados, Aliança Guaraná de Maués ajuda a incrementar renda de agricultores

[:pt]O apoio na organização dos agricultores que vivem do cultivo de guaraná se mostrou uma importante ferramenta de empoderamento dessas famílias

 

Texto: Henrique Saunier
Foto: Reinaldo Brosler

 

As ações de apoio e valorização da agricultura familiar pela Aliança Guaraná de Maués (AGM) já renderam importantes conquistas aos produtores do município, conhecido mundialmente como a Terra do Guaraná. Graças a esse trabalho de suporte à Ambev, na safra de 2018 a 2019, foi possível aumentar de 15 toneladas para 62,3 toneladas de guaraná compradas pela fabricante diretamente de agricultores familiares de Maués.

Nesta nova fase, o Idesam tem a missão de acompanhar a rastreabilidade junto aos grupos organizados que realizaram venda direta para a Ambev, o que representou, na última safra, um incremento de até 45% na renda dessas famílias. A quantidade de grupos apoiados já significa uma evolução se comparado a primeira fase da Aliança, quando os trabalhos foram iniciados com apenas 01 associação de produtores (atualmente são mais de 08 grupos envolvidos).

“A gente assumiu esse compromisso com a Ambev de melhorar sempre a relação com os agricultores familiares, apoiando na valorização e rastreabilidade do produto, ao mesmo tempo em que a gente melhora a economia do município e assegura o melhor valor pago pelo guaraná aos agricultores”, afirma Ramom Morato, coordenador de produção rural sustentável do Idesam.

O apoio na organização dos agricultores que vivem do cultivo de guaraná se mostrou uma importante ferramenta de empoderamento dessas famílias, que muitas vezes se veem ‘obrigadas’ a vender sua produção para atravessadores, que nem sempre praticam um preço justo.

Além desse aumento na venda direta para a Ambev, outras conquistas da AGM envolvem a formação de jovens agricultores em intercâmbios, congressos e cursos em outras regiões, a implantação de unidades demonstrativas de guaraná agroflorestal e transição orgânica de guaranazal, avanços na criação de um código único para agricultores de Maués, fomentando o controle e rastreabilidade, além do apoio ao Selo de Identificação Geográfica para garantir a origem do produto.

Um dos produtores apoiados é José Cristo de Oliveira, que vê a Aliança Guaraná como um avanço para o município. “É uma maneira de incentivar o produtor local a desenvolver da melhor forma possível o seu trabalho. A cada atividade oferecida pela Aliança nós sentimos motivados e buscamos mais conhecimento, seja com curso de capacitação ou até mesmo ajudando o colega produtor”, destacou.

Apoio sociocultural

O fortalecimento da cadeia produtiva do guaraná também passa pela valorização da cultura milenar em torno do cultivo do fruto, algo que sempre influenciou as manifestações artísticas no município. Pensando nisso, a AGM desenvolve ao longo desses anos diversas ações voltadas aos mestres e mestras do conhecimento e, principalmente, aos jovens, que carregam nas mãos o futuro desse setor da economia mauesense.

Essas atividades contemplam oficinas para confecção de Instrumentos musicais para jovens (Projeto Luthier Ricardo Macedo), a doação de quimonos infantis (Projeto Social Dojô) para competição, roupas e materiais para fortalecimento de Grupos Culturais, Oficinas de Arte e Grafite com crianças, circuitos de Parteiras e Medicina da Mulher, Sarau da Consciência Negra e Indígena. Tudo isso representou mais de 200 crianças e jovens impactados pelas ações filantrópicas no município.

No campo da educação, a Aliança Guaraná de Maués apoiou ainda a formação de professores visando o Plano Político Pedagógico das Escolas da Terra Indígena Andirá-Marau, com oficinas e produção de material didático que reflitam mais a realidade local para as escolas da educação infantil.

Sobre a AGM

A Aliança Guaraná de Maués (AGM) surge em outubro de 2017 com a missão de proporcionar ambientes coletivos de formação e debate para a proposição e execução de ações com participação social e governamental relacionadas ao guaraná e outras importantes temáticas. Com um olhar holístico, principalmente para a educação, cultura e agricultura sustentável, a AGM tem ainda como base o respeito à sociobiodiversidade local e fortalecimento da valorização enquanto modo de vida e de geração de bem viver global.[:en]Supporting the organization of farmers who depend on growing guaraná for a living has proved to be important to keep empowering these families

 

Text by Henrique Saunier

Translated by Felipe Sá

Photo by Reinaldo Brosler

 

The actions of support and appreciation of family agriculture by the Maués Guaraná Alliance (Aliança Guaraná de Maués or AGM, in Portuguese) have already yielded important achievements to producers in the municipality, known worldwide as the Land of Guaraná. Thanks to this work supporting Ambev, from 2018 to 2019, it was possible to increase from 15 tons to 62.3 tons of guaraná purchased by the manufacturer directly from family farmers in Maués.

In this new stage, Idesam’s mission is to monitor traceability with the groups that carried out direct sales to Ambev, which represented, in the last harvest, an increase of up to 45% in the income of these families. The number of groups supported already indicates an evolution when compared to the first stage of the Alliance’s activities, when the work started with just one producers’ association (currently there are more than eight groups involved).

“We made this commitment to Ambev to always improve the relationship with family farmers, supporting the appreciation and traceability of the product, at the same time that we improve the economy of the municipality and ensure that the best value is paid for guaraná to the farmers”, says Ramom Morato, Idesam’s coordinator of sustainable rural production.

Supporting the organization of farmers that depend on growing guaraná for a living has proved to be important to keep empowering these families that often find themselves ‘forced’ to sell their production to middlemen, who don’t always pay a fair price.

In addition to this increase in direct sales to Ambev, other achievements of the Alliance include the training of young farmers in exchanges, congresses and courses in other regions, the implementation of demonstrative units of agroforestry guaraná and the organic transition of the guaranazal (guaraná crop), progress in the creation of a single rule book for farmers from Maués, promoting control and traceability besides supporting the Geographic Identification Seal to guarantee the origin of the product.

José Cristo de Oliveira is one of the producers being supported and he sees the Guaraná Alliance as progress for the municipality. “It is a way of encouraging local producers to develop their work in the best possible way. Each activity offered by the Alliance makes us feel motivated and seek further knowledge, whether with a training course or even helping our fellow producer”, he highlighted.

Sociocultural support

Strengthening the guaraná production chain also involves the appreciation of the ancient culture around the fruit’s cultivation, something that has always influenced the artistic manifestations in the municipality. With this in mind, the Alliance has developed over the years several actions dedicated to the masters of knowledge and, especially, to young people, who hold the future of this sector of Maués’ economy in their hands.

These activities include workshops to teach young people to make musical instruments (Luthier Ricardo Macedo Project), donating children’s kimonos for competition (Social Dojô Project), clothes and materials to strengthen cultural groups, art and graffiti workshops with children, midwives and women’s health circuits and black and indigenous awareness gatherings. All of this represented over 200 children and young people reached by philanthropic actions in the municipality.

When it comes to education, the Maués Guaraná Alliance supported the training of teachers considering the Pedagogical Political Plan of the Schools of the Indigenous Land Andirá-Marau with workshops and production of teaching material that better reflect the local reality for early childhood schools.

About the Maués Guaraná Alliance

The Maués Guaraná Alliance was created in October 2017 with the mission of providing collective training and debate environments for proposing and executing actions with social and government participation related to guaraná and other important themes. With a holistic vision, especially for education, culture and sustainable agriculture, the AGM is also based on respect for local socio-biodiversity and strengthening the appreciation for regional culture and traditions.[:]