Feiras incentivam agricultura familiar no sul do Amazonas

feira-familiar-apui

Por Priscila Rabassa

Um verdadeiro centro de produtos de qualidade como frutas, hortaliças, carnes, ovos, pães, doces e até artesanatos. Isso tudo pode ser encontrado na Feira do Produtor Rural, que acontece neste sábado, dia 5 de dezembro, na Vila de Santa Antônio de Matupi, no município de Manicoré.

A ação é realizada pelo Idesam e Incra, por meio do Projeto de Assessoria Técnica, Social e Ambiental à Reforma Agrária– ATES, desenvolvido na região desde 2014, e visa assegurar que produtores rurais dos assentamentos possam divulgar e comercializar seus produtos.

Segundo a coordenadora do evento, a médica veterinária do Idesam, Ana Paula Campos, a feira é um caminho para incentivar a agricultura familiar no sul do Amazonas e vem trazendo diversos benefícios aos agricultores e consumidores.

“Nosso objetivo é apoiar à produção e organização social, auxiliando no escoamento e garantindo ao consumidor a oportunidade de comprar produtos de qualidade a um preço mais em conta, já que não envolve intermediário”, afirma.

A feira, que teve sua primeira edição em abril deste ano, começou com poucos produtores que se reuniam apenas uma vez por mês. Com o sucesso da feira, a participação aumentou e hoje conta com aproximadamente 40 produtores que expõem seus produtos agora a cada quinze dias. A proposta futuramente é ampliar o número de participantes e, consequentemente, dos produtos oferecidos, e passar a coordenação da feira para os próprios produtores.

>> Idesam realiza primeira Feira de Agricultores no Matupi

A iniciativa acontece também em Apuí, município vizinho de Manicoré, onde Idesam e Incra promoveram a Feira do Produtor Rural, no dia 21 de novembro, no Espaço Otaviano Barbosa.

Quem visitou a feira pôde encontrar diversos produtos fresquinhos como hortaliças, carnes, queijos, bolos e pães, além de roupas e artesanatos, expostos por cerca de 20 produtores familiares.

A equipe do Idesam também participou com a venda do Café Apuí Agroflorestal, resultado dos três anos de trabalho da instituição com 30 produtores familiares do município que produzem o café com práticas agroecológicas, criando o primeiro café produzido de forma sustentável na Amazônia.

Para a pesquisadora do Idesam, Aparecida Sardinha, uma forma de fomentar o trabalho dos produtores em Apuí é fornecendo o transporte da produção, pois a logística era um dos fatores que limitava a participação em outras feiras.

“A maioria dos produtores mora na zona rural e não possui transporte adequado para trazer os produtos para a cidade. Auxiliando com o transporte, conseguimos aumentar a adesão dos produtores que, a cada feira, trazem produtos mais diversificados, melhorando o serviço oferecido a comunidade”, comenta

Conforme Aparecida, os serviços de assistência técnica e a dedicação do agricultor familiar que entende a importância das orientações passadas pelos técnicos extensionistas durante as atividades no campo, contribuem também para que os produtores ofereçam produtos de qualidade, gerando uma renda melhor e mais qualidade de vida aos agricultores familiares.

Com o sucesso das edições anteriores, a ideia é ampliar o número de produtores participantes e diversificar cada vez mais os produtos oferecidos para as próximas feiras, que já estão agendadas para o início de janeiro em Manicoré e Apuí.

A ação conta com o apoio das Prefeituras de Apuí e Manicoré que viabilizam a participação dos produtores que não são assentados regulares da reforma agrária.

Posts relacionados

Deixe um comentário