“Aquecimento ou esquecimento global?”

reserva_floerstal-amazonas

Como a compensação dos gases de efeito estufa que emitimos é uma saída importante para reduzir as mudanças climáticas

Artigo de Flávio Cremonesi e Ramom Morato, no Blog Amazônia, da Época

A sociedade brasileira torna-se cada vez mais consciente dos problemas associados ao desmatamento, à extração florestal predatória, ao descaso com os recursos hídricos e à degradação da biodiversidade – especialmente na floresta amazônica. Pelos meios de comunicação, a população é exposta a uma quantidade de informação nunca vista antes. Essa preocupação, que já foi de ambientalistas, há algum tempo ganha espaço pelas catástrofes entre as mudanças climáticas e a destruição das áreas verdes. No centro disso, estão a floresta e o gás carbônico.

O carbono está mais presente na vida e na rotina das pessoas do que imaginamos. Basta olhar no espelho! É um elemento químico. Presente na tabela periódica das aulas de química orgânica e inorgânica. Composição do grafite e do diamante, um abundante no ambiente e macio, o outro, um dos materiais mais resistentes encontrados na natureza.

Uma das formas como encontramos o carbono é como um dos gases de efeito estufa: o gás carbônico. Esse gás, assim como o metano, envolve o planeta Terra e funciona como um “cobertor”. São determinantes nas dinâmicas das regiões da Terra. Contribuem com a temperatura, e consequentemente, com o clima.

Confira o artigo completo no site da Época.

Posts relacionados

Deixe um comentário