Cidades Florestais apoia coleta comunitária de Breu e Cumaru em Silves-AM

sementes-coletadas-silves

Comunitários também receberam treinamento sobre o uso do app Cidades Florestais

 

Por Henrique Saunier
Foto: Divulgação Idesam/Robert Viana

 

Com o intuito de cada vez mais gerar renda com baixo impacto ao meio ambiente, o projeto Cidades Florestais apoiou a coleta de resina e sementes das espécies Breu e Cumaru, em comunidades do município de Silves-AM, na primeira quinzena de julho. Em parceria com a Cooperativa de Produtos Naturais da Amazônia (Copronat), apenas nesta atividade, o projeto coordenado pelo Idesam auxiliou a extração de aproximadamente 70 quilos destes produtos que possuem forte apelo comercial no mercado mundial de cosméticos.

Os trabalhos foram desenvolvidos junto aos produtores extrativistas moradores das comunidades São Pedro Capivara, Nossa Senhora do Bom Parto (Pontão) e Ituã, todas na zona rural de Silves.  Além de dar todo o apoio logístico e técnico, com a inserção de boas práticas no processo de extração, o Idesam aproveitou para capacitar os extrativistas na utilização do aplicativo Cidade Florestais, que irá auxiliar no mapeamento e registro de toda a produção.

Ainda sobre o aplicativo, a Copronat firmou compromisso para orientar os extrativistas no cadastro junto ao app, que será lançado na próxima terça-feira (23/julho). Para o responsável pela atividade, o técnico de projetos do Idesam, Robert Viana, o engajamento dos 13 comunitários na utilização do aplicativo Cidades Florestais foi apenas um dos pontos positivos da ação.

“Percebi também um maior interesse dos comunitários em melhorar as formas de coleta utilizando as boas práticas em campo, mostrando que essas ações continuadas de assistência técnica e capacitações são muito importantes para o desenvolvimento dessas cadeias no interior”, completa Viana.

Na avaliação de André Vianna, gerente do projeto Cidades Florestais, nessas atividades de apoio a coleta de produtos amazônicos, sempre fica clara a responsabilidade dos produtores com a floresta, além de conseguir mostrar aos extrativistas técnicas alternativas que possibilitam um baixo nível de impacto no ecossistema.

Ainda em curso, outra atividade do Cidades Florestais acontece no município de Lábrea, onde o Idesam apoia a produção de manteiga de Murumuru e no momento implementa melhorais na usina de beneficiamento desses produtos.

Sobre o Cidades Florestais

Financiado pelo Fundo Amazônia/BNDES, o projeto Cidades Florestais foi iniciado em 2018 e tem como propósito promover a economia florestal de municípios do interior do Amazonas, por meio do fomento a cadeias produtivas florestais, madeireiras e de óleos vegetais. Focado na produção familiar comunitária, participam das ações os municípios de Apuí, Carauari, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã, Silves, Lábrea e Boa Vista do Ramos.

 

Posts relacionados

Deixe um comentário