DOE AGORA

Segunda edição do Fórum PPBio aponta caminhos para a bioeconomia na região

Segunda edição do Fórum PPBio aponta caminhos para a bioeconomia na região

Realizado por Idesam e PPBio, com apoio do Codese, evento reuniu representantes e atores do ecossistema de bioeconomia.

 

Da Assessoria do Idesam
Foto: Tayara Wanderley

 

No último dia 10 de dezembro, o Idesam, por meio do Programa Prioritário de Bioeconomia (PPBio), realizou o 2º Fórum PPBio – Inovação e Investimentos para a Amazônia. O evento, realizado de forma híbrida (presencial e online) dentro da programação da 3ª Feira Polo Digital de Manaus, reuniu diversos atores da bioeconomia na Amazônia com o objetivo de criar conexões e fomentar novos financiamentos para projetos focados no tema.

O evento foi aberto pelo coordenador de Economia Verde (Coev) do Ministério da Economia, José Ricardo Salles, que representou a Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade (Sepec). Salles destacou que o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT vem passando por um processo de retomada de suas atividades, desde a aprovação da Lei Complementar nº 77/2021.

“Entre outras modificações, a lei permitiu que os recursos do Fundo não sejam mais contingenciados. Portanto, foi aberta mais uma possibilidade de financiamentos a projetos e empresas para o desenvolvimento científico tecnológico e sustentável na região Amazônica”, afirmou o coordenador, complementando que os próximos passos dessa oportunidade serão definir questões relacionadas à apresentação dos projetos, além da escolha e priorização das iniciativas que receberão os recursos do CT Amazônia e demais fundos setoriais. 

O primeiro painel, com o tema ‘Investimentos em Bioeconomia na Amazônia: Resultados e Experiência’ foi mediado pelo consultor e jornalista Alfredo Lopes (Brasil Amazônia Agora) e contou com a participação do coordenador-geral de Planejamento e Programação Orçamentária da Suframa e Coordenador geral no Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), Fábio Calderaro; o gerente de Inovação da Samsung, Paulo Quirino; e a chefe do Departamento de Bioeconomia e Ações Estratégicas da Secti/Sedecti, Rocio Ruiz.

“Promover este debate na feira do polo digital foi a melhor escolha, pois o nosso futuro, que já começou, é digital. Não há outra alternativa. Vamos nos aproximar das plantas e conhecer mais sobre a floresta amazônica usando essas novas tecnologias”, disse o jornalista, durante o painel.

O segundo painel, mediado pelo diretor ténico do Idesam, Carlos Gabriel Koury, focou em perspectivas e caminhos práticos para a evolução da Bioeconomia na região. Participaram o engenheiro e empreendedor Ricardo Lomaski, que dirige uma aceleradora de startups de Israel de agricultura, água e energia; o coordenador do Laboratório de Engenharia Aquícola do DEPESCA/Ufam, Esner Magalhães; e a CEO da EZScience Biotecnologia, a bióloga Paula Taquita.

Para Carlos Koury, coordenador do PPBio, o evento foi uma oportunidade de conectar pessoas com ideias inovadoras para a bioeconomia da região, com  possíveis financiadores de projetos do Polo Industrial de Manaus. 

No fim da tarde, foi realizada ainda uma rodada de apresentações de cases com incubadoras e aceleradoras da região, que levaram sua experiência com projetos de bioeconomia. Todas as apresentações estão disponíveis no site do evento: https://idesam.org/forum-ppbio

 

O que é o programa prioritário?

Criados pelo Ministério da Economia, por meio do Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento da Amazônia (Capda), os programas prioritários são um conjunto de projetos voltados ao desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação (CT&I) de grande relevância para o desenvolvimento regional. O Programa Prioritário de Bioeconomia (PPBio) é dedicado a apoiar soluções para o uso sustentável da biodiversidade da Amazônia.

O Idesam, organização sem fins lucrativos fundada em Manaus em 2004, é o coordenador do PPBio, sendo responsável por articular com empresas do Polo Industrial de Manaus que destinem parte de suas obrigações de investimentos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação para a promoção de novos produtos, produtos e serviços na bioeconomia da Amazônia através de transferência de tecnologia, startups e negócios de impacto social e ambiental.

 

WordPress Lightbox Plugin