Cartilha mostra como produzir frutas de maneira sustentável

producao-sustentavel-de-frutas

Por Larissa Mahall

Disseminar boas práticas sobre a produção de frutas em comunidades tradicionais do Amazonas é um dos objetivos da cartilha Produção Sustentável e Pós-Colheita de Frutas em Comunidades Tradicionais do Amazonas lançada pelo Idesam em janeiro de 2015.

A publicação foi inicialmente pensada para atender as comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, que serviu como campo de coleta das informações, mas as informações nela contidas podem ser replicadas para outras comunidades ribeirinhas do Amazonas. Dentre os temas abordados estão o manejo do pomar, adubação, produção de frutas, beneficiamento e receitas culinárias.

A cartilha utiliza uma abordagem didática sobre a agricultura familiar, visando facilitar a leitura e uso do material. O material também pode ser usado em cursos e oficinas que visem munir de técnicas e boas práticas as comunidades tradicionais do estado dedicadas à produção familiar.

Apesar do Brasil ser um dos grandes produtores de frutas do mundo, práticas de plantio e transporte para consumidor final são desafios enfrentados nessa temática. Para o engenheiro agrônomo Ramom Morato, co-autor da cartilha e pesquisador do Idesam, é preciso valorizar o trabalho daqueles que manejam alimento de forma ecológica e consciente.

“Esse trabalho foi motivado pelo imenso potencial que os produtos amazônicos possuem para conquistar mercado, isso pode estimular o aumento da produtividade e da qualidade desses produtos agrícolas”, declara.

“Existe todo um processo com a planta e o ambiente antes da colheita que são importantíssimos para garantir produtos saudáveis com níveis aceitáveis de qualidade para o consumidor, além de técnicas de conservação, armazenamento e beneficiamento, que agregam valor e qualidade aos produtos”, afirma.

Agricultura familiar

Na RDS do Uatumã, o destaque que se tem da agricultura familiar é seu potencial à sustentabilidade. No entanto, Morato lista a distância e o capital limitado como desafios a serem superados. “Há necessidade de valorização da imensa riqueza de frutas e outros produtos que a Amazônia tem para oferecer. A valorização da agricultura familiar ajuda na conservação da RDS do Uatumã e de outras regiões”, finaliza.

A cartilha também traz receitas culinárias feitas a partir de frutas mais comumente encontradas nas comunidades ribeirinhas, como cocadas de cupuaçu, óleos de abacate, compota de goiaba, entre outras.

O material está disponível para download na biblioteca virtual do Idesam. Ele foi desenvolvido através do Programa Gestão de Unidades de Conservação (PUC), com apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas – SDS, do Centro Estadual de Unidades de Conservação – Ceuc, da Associação Agroextrativista das Comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã – AACRDSU e da empresa Itautinga Agro Industrial S.A.

Posts relacionados

Deixe um comentário