Idesam fala sobre Agricultura Orgânica no “Canal com o Produtor”

producao-organica-uatuma

No último dia 20 de junho, o engenheiro florestal e coordenador do Programa Gestão de Unidades de Conservação do Idesam, Eduardo Rizzo, participou do projeto “Canal Aberto com o Produtor”, ministrando uma videoaula sobre Agricultura Orgânica e Certificação. Essa é a terceira participação do Idesam no projeto, que também já abordou outros temas com os quais atua, como Mudanças Climáticas e Manejo Florestal.

O programa Canal Aberto, realizado através de uma parceria entre as secretarias estaduais de Meio Ambiente (SDS) e Educação (SEDUC), consiste em uma série de videoaulas direcionadas ao produtor rural do interior. A iniciativa faz parte das ações do Plano de Ação para Proteção e Controle do Desmatamento na Amazônia (PPCDAM), que busca, entre outros objetivos, fomentar atividades produtivas sustentáveis no Estado.

Orgânicos – De acordo com o palestrante, a agricultura orgânica é uma forma de produção agrícola muito pertinente para os produtores familiares, principalmente para os pequenos produtores da Amazônia. “Além de produzirem alimentos mais saudáveis, evitam a contaminação do Meio Ambiente e ficam menos dependentes de insumos externos, como adubos e sementes”, destacou.

Rizzo explica, porém, que existe uma pequena diferença entre as definições de orgânico e natural. Para ser considerado orgânico, o produtor deve utilizar como base do processo produtivo os princípios agroecológicos que contemplam o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando as relações sociais e culturais

“Muitos produtores da Amazônia não utilizam agrotóxicos, por isso são considerados produtores ‘naturais’. A conversão para uma agricultura orgânica é muito simples, mas não é feita na maioria das vezes por falta a informação”, explica o palestrante.

Aproximadamente 25 municípios assistiram à videoaula, entre eles: Anamã, Barcelos, Boa Vista do Ramos, Borba, Carauari, Eirunepé, Fonte Boa, Humaitá, Ipixuna, Itacoatiara, Nhamundá, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, São Sebastião do Uatumã e Silves.

Confira abaixo a apresentação realizada pelo engenheiro Eduardo Rizzo.

Posts relacionados