Assistência técnica e capacitação para pequenos produtores rurais de Apuí

dia-campo-apui-pecuaria

Por Murilo Bettarello, consultor da ViaVerde

Com o início das chuvas no sul do Amazonas, começa também o calendário agrícola. Por isso, é preciso dedicação nas diversas atividades exigidas visando o bom desempenho do Sistema Silvipastoril intensivo (SSPi) nas unidades demonstrativas (UDs) implantadas pelo Idesam este ano, em Apuí, em parceria com a ViaVerde.

As visitas de monitoramento nas unidades e um ‘dia de campo’, para capacitação dos produtores de leite, ocorreram entre os dias 29 de setembro a 8 de outubro. O objetivo foi verificar o desenvolvimento das mesmas e recomendar ações de melhoria no processo de implantação,  corrigindo algumas falhas de manejo.

O foco das recomendações foi o preparo das árvores leguminosas e das pastagens para a estação chuvosa e a finalização das atividades das três UDs que foram implantadas com SSPi.

O dia de campo foi realizado no sítio Castanheira, de propriedade do agricultor João Nilton, onde a unidade demonstrativa já está bem adiantada se comparada às demais. A atividade contou com a participação de produtores de leite, membros e técnicos do Idesam, técnicos do Idam (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas), representantes do poder público e produtores participantes do Projeto SSA.

A abertura do evento foi realizada pelo gerente do programa de produção sustentável (PPRS) do Idesam, Gabriel Carrero. A seguir, a ViaVerde proferiu uma palestra onde abordei as vantagens de um SSPi para produção de leite e a vantagem de um banco misto de forragens para iniciar o sistema na região, assim como a importância do fornecimento equilibrado entre forrageiras energéticas e protéicas (leguminosas). Foram entregues, aos participantes, apostilas que detalham características dessas forragens e os principais sistemas de condução.

Após a palestra os produtores tiveram a oportunidade de visitar a área de SSPi da fazenda e observar práticas como o manejo da cerca elétrica, plantio de estacas de margaridão (Tithonia diversifolia), o desenvolvimento de árvores nas entrelinhas dos piquetes e o manejo do gado leiteiro no sistema rotacional voisin.

Além do cronograma individual das propriedades, foi elaborado um cronograma geral do projeto com a equipe do Idesam, pois é necessário fortalecer o grupo de produtores de leite e aumentar a participação no projeto.

Para isso, foi recomendada uma visita, a cada dois meses, dos técnicos do Idesam nas propriedades já inscritas, visando à transferência de tecnologia e a replicação de espécies forrageiras de interesse produtivo, além de melhorar a relação e a confiança dos produtores com os técnicos. Também foi construído um cronograma de atividades para a instalação de um SSPi na quarta UD, localizada em Três Estados.

Para o próximo ano estão previstas mais sete capacitações, além de cursos e reuniões com os produtores. O Idesam e a ViaVerde estão comprometidos na busca da intensificação pecuária de forma sustentável, contribuindo para a diminuição do desmatamento na região sul do Amazonas. O trabalho é longo, mas os resultados positivos estão começando a aparecer.

Posts relacionados

Deixe um comentário